sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Resenha #35 - Eu Estive Aqui - Gayle Forman

    Olá amorecos, tudo de boa com vocês?
Em primeiro lugar, eu quero pedir desculpas para vocês, pois ontem eu simplesmente me esqueci de fazer o post! Estava com minhas sobrinhas, dois de meus irmãos, minha cunhada, minha mãe, e curtimos o dia todo. Dia todo chuvoso, mas, curtimos mesmo assim. E de noite, eu estava um bagaço! Nem me lembrei de fazer o post. Sorry!

    Mas, estou aqui para me redimir e fazer um post extraordinário, ou seja, fora da data, rs! Então, vim trazer uma resenha de um ótimo livro que eu li em outubro. O livro Eu Estive Aqui, de Gayle Forman.

    Bora lá?

Imagem Mundo Literário da Cecy
    Confesso que tive receio em ler esse livro, pois fiquei traumatizada com Se Eu Ficar da mesma autora. Mas, esse eu gostei muito. Forman me impressionou, achei a escrita dela prática, direta e sensível.
SINOPSE: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?
     A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.
      Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.
     Eu Estive Aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.


Imagem da internet

    Só por essa sinopse já dá pra se ter uma ideia do tipo de leitura que vem pela frente, né? Cody é uma moça muito, muito inteligente. Ela sabe o que quer, conhece seus objetivos, só que nem ela mesma sabia que tinha tanto sangue frio para enfrentar situações adversas. Diferente de muitas protagonistas de livros que têm a vida perfeita, ganha, ou que é a coitadinha, sabe. Ao contrário, vemos que Forman tentou mostrar uma menina comum, palpável e muito real.

     Cody e Meg eram amigas de infância, e sabiam tudo uma da outra. Então, quando terminaram a escola, se candidataram para as mesmas faculdades, porém, o sonho delas era estudar em Boston. Meg conseguiu uma bolsa de estudos na faculdade em Tacoma, Boston, enquanto Cody foi aceita em uma universidade em Washington, mas, sem bolsa de estudos, ela teria que pagar seus estudos. Sua mãe, Tricia - a quem ela não chamava de mãe por opção da matriarca - sempre a tratou como um fardo. Tinha vários namorados e não se acertava com nenhum, e o maior medo era que sua filha ficasse grávida e deixasse o filho para ela cuidar. Quem cuidou de Cody durante toda a sua infância e adolescência, foram os pais de Meg. Ela os considerava sua própria família, e eles também a tinham na conta de uma filha. Enfim, Meg foi embora para Boston e Cody ficou na cidade. Ela era faxineira, tinha várias diárias durante a semana e juntava seu dinheirinho suado.

    Outro ponto que achei legal foi a autora criar uma protagonista tão real, que ela tem dezoito anos e é faxineira. Ela se orgulha de ter esse emprego e pagar as contas dela.

Imagem da internet

    Enfim, o livro começa com Cody recebendo um e-mail automático estranho de Meg falando que ela havia tirado a própria vida um dia antes. Isso intrigou a todos. Cody se sentiu mal, chorou, e ficou se sentindo péssima por não estar com Meg no momento onde ela decidiu quebrar a barreira da vida. Os pais de Meg ainda inconformados, pediram que a melhor amiga da filha fosse até a república onde ela morava e recolhesse suas coisas. Ao chegar na cidade, Cody se deparou com pessoas estranhas, com dois gatinhos pequenos e não teve coragem de dormir no quarto de Meg. Cody saiu com um dos colegas de Meg - o único que parecia agradável - para tentar conseguir alguma informação que os levasse a alguma pista do motivo que Meg quis tirar a própria vida. Em um barzinho encontraram Ben, um guitarrista de uma banda com quem Meg saiu por um tempo. Cody sabia dele, mas, nunca tinha o visto, e logo que o encontrou já saiu alfinetando. O que ela não sabia é que naquele momento, Ben se tornaria uma peça chave em sua vida.

Imagem Mundo Literário da Cecy

    Ao voltar com as coisas de Meg, os pais dela pedem que ela fique com o notebook da amiga - que eles ainda estavam pagando. O irmãozinho de Meg diz a Cody que de repente alguém pode ter sido responsável ou ter incentivado Meg a se suicidar. Com o notebook em mãos, Cody começa uma caçada sem fim para um motivo para o suicídio da melhor amiga. Ela volta para Tacoma e encontra um amigo muito crânio em informática e ele abre um arquivo que a moça não conseguiu deletar. A moça fica apavorada com o que encontra no arquivo, e novamente a vida dela e de Ben se cruzam. Eles começam a desvendar algumas coisas, entender mais e Cody descobre que Meg visitava um site que incentivava pessoas a cometerem suicídio. Ela consegue encontrar as mensagens de Meg e nota que ela tinha um grande "incentivador" por assim dizer, sendo assim, ela decidiu se tornar uma isca para essa mesma pessoa, para tentar encontrar esse ser desprezível que entrou na mente de sua amiga.

    Cody queria muito acreditar que Meg fora induzida a cometer suicídio, assim teria alguém para culpar. Ela e Ben ficam cada vez mais próximos e ela se vê atraída pelo rapaz de olhos incrivelmente azuis com contrastes em violeta. Cody se culpa por se sentir atraída por um rapaz por quem a amiga era apaixonada, e ainda mais, por ele não ter se importado muito com os sentimentos de Meg.

     Por mais que ela queira distância do músico, Cody vê em Ben o único capaz de ir com ela até as últimas consequências por já estar envolvido tanto quanto ela nos rolos de Meg, mas, nenhum deles imaginava o que essa história poderia trazer para ambos.

Imagem da internet

    Não posso falar mais nada! Estou quase entregando o ouro, hahaha... Vocês me conhecem, sabem que eu falo demais! Só posso dizer que é uma história muito fofa, encantadora e real. Achei o máximo Cody ser faxineira, Ben ser um músico que dorme dentro de uma Kombi velha enquanto está em turnê com sua banda que não é reconhecida... Achei ótimo! 

Imagem da internet

    Gentemmm, se liguem nessas capas maravilhosas. Eu adorei a capa estrangeira, me chamou a atenção, pois quem já leu entende muito. Porém, a capa brasileira está perfeita. Achei que o preto ficou muito mais forte pela trama descrita no livro, porém, senti falta dos últimos três quadrinhos que a capa estrangeira possui...

    Então meus amores, fica a dica aí do livro, eu super recomendo! Uma leitura forte, com personagens apaixonantes, e mais uma vez um livro polêmico, com um assunto polêmico que me encantou.


Imagem da internet

Eu Estive Aqui (I Was Here) - Gayle Forman  - Não queiram comparar com Se Eu Ficar, esse aqui é bom, rs!

    E aí? Gostaram? Deem suas opiniões, estarei esperando...

Ah! Volto a falar do livro Uma Estranha Sensação, já deu um clique na imagem abaixo? Tá esperando o quê?





12 comentários:


  1. Cecy lindaaaaa ♥♥♥
    Eu amo tanto esse livro, li no ano passado e me emocionei :)
    Que resenha maravilhosa ♥♥♥ eu amei
    A Cody se mostrou mais forte do que eu imaginava enquanto eu lia o livro, chegou onde poucas pessoas teriam coragem e ela é incrível ♥
    Com toda certeza foi um dos melhores livros da minha vida ♥
    ótimo sábado
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tati, sua linda! 💖💖💖
      Com certeza esse também entrou pra lista dos favoritos! Me emocionei bastante enquanto estava lendo! A Cody é maravilhosa! Como eu descrevi, achei ela muito real, muito palpável. Normalmente as pessoas nos livros fazem coisas incríveis, e ela usando a inteligência chegou onde ninguém teria coragem! Eu adorei ela. E adorei Ben também, rs, estaria mentindo se falasse que no me simpatizei com ele desse o início... E não odiei ninguém nesse livro, nem o incentivador secreto. Na verdade, não senti nada por ele, haha...
      Um ótimo sábado pra ti também! 😻😻😻

      Beijoooo, amore!

      Excluir

  2. eu comecei a ler pelo app do celular o livro "se eu ficar" tive tanta dificuldade com a escrita da autora e a história que não me cativava que parei de ler. Esse porém,, a história é interessante, esse ar de mistério, me chamou atenção, vou anotar a dica. adorei a resenha beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tay! Olha, confesso que Se Eu Ficar eu terminei de ler Por livre e espontânea pressão, queria acabar logo com ele e pensei várias vezes em desistir. Minha resenha dele é negativa. Ainda bem que não comprei, era emprestado da minha aluna. Agora esse que eu li pelo celular, deu até vontade de comprar e colocar na estante. E essa, digamos, investigacao de Cody e Ben eleva o nível da trama, não sai do contexto em momento algum! Eu curti pra caramba!

      Beijoooo

      Excluir
  3. Oláááá Cecy!
    Ainda não li esse livro e agora estou pensando em passar ele na frente dos outros.
    Huuummmm na verdade toda vez que passo por aqui aumenta minha lista dos desejados!
    Culpa sua que faz essas resenhas que dá vontade de ler logo <3
    Especialmente quando o livro traz personagens "reais" sabe aquele tipo que é igual a nós, que a gente encontra na rua, que é a colega da escola, a moça da livraria,o rapaz do metrô ou o carinha do café?
    Ansiosa pela leitura!
    E esse ainda tem a pegada do suspense!
    Puxa eu estou atrasada com as leituras, com as resenhas e até com a hora!
    Bjsssssss e excelente fds pra ti e todos aí
    Um sábado abençoado e iluminado como tu
    Luli
    Café com Leitura na Rede


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli sua linda! A Hellen já me disse que cada vez que ela passa por aqui pelo meu cantinho ela fica mais pobre, hahaha...
      Esse livro traz personagens muito reais, como você mesma disse, como se fosse o carinha do metrô. Eu nunca tinha lodon livro em que a protagonista fosse faxineira. E ela não era pobre miserável! Morava com a mãe em casa própria, tinham carro, porém trabalhavam muito pra se manter, a mãe em um bar restaurante e ela em casa de família. E Ben não era um rock star, ao contrário, viajava para fazer pequenos shows, mas era um ótimo marceneiro. Foi a primeira vez que me deparei com personagens assim, tão reais...

      Bom sábado!!!

      Beijoooo

      Excluir
  4. Oi, Cecy!!
    Que bom que gostou dessa leitura!
    Confesso que fiquei muito com o pé atrás depois de Para onde ela foi (Se eu fica, gostei bastante) por causa disso decidi dar uma pausa nas leituras dessa autora, mas vou anotar sua dica para o ano que vem!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea, tudo bem? Eu entendo perfeitamente, só que meu caso foi com o livro dela que você gostou, haha. Mas esse, é realmente muito bom! Vale a pena!

      Beijoooo! 😘😘😘

      Excluir
  5. Eu amoooo esse livro, ele é o meu queridinho da estante, não tem como não se apaixonar por cada personagem, ótima resenha, bjus Cecy.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me apaixonei por esse livro logo nos primeiros capítulos também...

      Beijoooo

      Excluir
  6. Amei a resenha e amei esse livro...Como vc achei legal a personagem principal ser bem real, com qualidades e defeitos de uma garota de 18 anos, achei uma trama diferente, que envolve uma assunto polêmico que é o suicidio, mas que foi tratado de uma forma que me chamou a atenção para algumas coisas que eu não tinha pensado antes...Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie! Eu concordo com seu pensamento, também me fez refletir em diversas coisas que nunca tinha pensado antes...

      Beijooooo

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por