quarta-feira, 8 de março de 2017

Resenha #49: Encanto - Tricia Rayburn

    Oi chuchus, tudo bem?
Antes de mais nada: feliz dia internacional da mulher. Mamy, irmãs, sobrinhas, primas e amigas, sintam-se abraçadas! Ah, as agregadas, minha Cunha e a namorada do meu outro irmão, parabéns pra vocês também. Não dá pra encaixar vocês como família, vocês sabem, hahahah!






    E como hoje é o nosso dia, vou fazer uma resenha com uma protagonista forte e irritante: Vanessa Sands, da série Sereia, hahaha.

Bora lá?


Imagem MLC

SINOPSE: Nada tem sido normal na vida de Vanessa desde que ela descobriu que sua irmã foi morta pelas sereias - mulheres fatais das profundezas marinhas - e que tudo que sabia sobre sua família era falso. Seu namorado, Simon, sempre foi o porto seguro de Vanessa, mas agora ele está de volta à faculdade numa cidade distante, e ela acaba se envolvendo com o lindo e popular Parker, seu colega de escola. Repensando seu relacionamento com Simon e incerta sobre as intenções de Parker - e sobre as suas em relação a ele -, ela está mais perdida do que nunca. Assustada com tudo que vem descobrindo em relação a si mesma e à sua família desde que se transformou em sereia, Vanessa nunca se sentiu tão só. Agora, Vanessa precisa entender seu passado e aceitar que é tão fascinante e perigosa quanto suas adversárias.


    Então, a Vanessa se tornou uma sereia. E o mais da hora: sem cauda! Adorei isso, gente! Tudo  bem que são as caudas que nos levam a imaginar o inimaginável, mas, sereias sem cauda acabam sendo um pouco mais reais, sabe. Enfim, a Vanessa estava naquelas de colocar sal na água, jogar sal no corpo durante o banho, pois, seu corpo sentia necessidade de sal tanto por dentro quanto por fora. E agora que ela sabia a influência que ela causava nos homens, começou a questionar os sentimentos de Simon por ela. Ela amava Simon e sabia disso, mas, quem Simon amava? A amiga de infância ou a criatura que habitava aquele corpo?

    Vemos aqui nesse livro uma Vanessa muito mais confusa. No primeiro livro ela teve sim suas dúvidas, mas, era uma pessoa forte e determinada. Agora vemos uma menina mimada que não consegue perdoar o pai por ter traído sua mãe - afinal, se ela era uma sereia, ela vinha de uma linhagem de sereias, como sua mãe não era uma, houve uma traição e sua mãe tomou uma guampa, rs. Ao invés de perguntar ao pai, agiu o tempo todo como uma menina mimada, e isso me irritou. Mas, o que ela fez com Simon foi pior ainda.

    Apareceu um carinha na escola, que da cidade inteira era o único que era indiferente à ela, mas, com o passar do tempo, ele passou a atrair a atenção da moça e se sentir extremamente atraído por ela. Vanessa não tinha orientação nenhuma, não conhecia outra sereia para poder entender o que rolava com ela. Aliás, conhecia Betty, que estava super distante, e Paige não tinha se transformado, ou seja, estava sozinha. Tomou todas as decisões erradas possíveis e se vitimizou muitas vezes. Acabou se tornando irritante. Descobriu alguém de seu passado que poderia ajudar a entender melhor sua situação, respondendo suas perguntas e lhe mostrando o que ela era e o que poderia ser. Até que essa pessoa fala algo sobre Simon que quebrou meu coração e tive vontade de chorar.


Imagem MLC

    A moça precisava derrotar novamente as vilãs da história, porém ela não estava sozinha dessa vez. Recebeu ajuda de quem ela não imaginava, e viu que Simon era tudo e muito mais do que ela poderia esperar, mas... Noss, vou parar por aqui, quase entreguei o jogo, mano! Agora, algumas coisas que não se deve passar batido: Vanessa está confusa, atordoada e desesperada por respostas e estressada, e ela desconta tudo em quem? No pai dela. Mimada! Aí o Simon que é o amor da minha vida - e da vida dela também - que ela alega que eles nasceram um para o outro, o cara que está sempre sendo sincero com ela, e ela faz o que? Mente, engana, trai, faz tudo errado. Imatura! Parker, que eu não sei o que ele está fazendo nesse livro, a não ser tirando a minha paz, ainda tenta ser um carinha da hora, e o que Vanessa faz com ele? O usa da maneira mais descarada possível. Rasa! Sua mãe ainda é seu porto seguro, e apesar de ela soltar indiretas o livro todo tentando dar alguma brecha para a mãe falar sobre sua verdadeira origem, ela a ama incondicionalmente. Abnegada! Paige fica dando uma de louca lá querendo o que não se deve, a Vanessa ainda tenta tirar tais as ideias da cabeça dela sem saber se será bem sucedida ou não. Protetora! Desconfiada de tudo, vai atrás de Betty e Oliver em Winter Harbor e quando sente o perigo, ao invés de sair correndo de lá, ela vai cada vez mais fundo, sendo que ainda não sabe o que fazer ou como lidar com a situação e acaba logicamente se ferrando. Idiota! Hahahaha! Como vocês viram, nesse livro Vanessa despertou diversos sentimentos em mim, não sei dizer bem como me sinto em relação a ela, rs. E no final do livro, sabe aquele velho ditado que diz que é preciso perder para descobrir o valor? Isso acontece! E parte meu coração!

    Encanto é um livro cheio de altos e baixos, a autora Tricia Rayburn soube construir seus personagens de maneira sólida com dor e desespero palpável. E cenários maravilhosos. E me deixou com medo de sereias, o que nunca tinha acontecido, uma vez que sou uma, hahahahah! Fiquei com diversas pulgas atrás das orelhas, mas, creio que tudo será explicado no terceiro livro que eu já deveria ter terminado de ler, mas, estou enrolando, rs.
Falando na Tricia, gente, ela é uma fófis! Eu deixei um recado no Instagram dela e ela me respondeu! Pensa na emoção! E ela disse que me entende quando digo que o Simon é o homem da minha vida - ao menos por enquanto, hahahah, até eu pular de amor, heheh

Encanto (Undercurrent) - Tricia Rayburn. 318 páginas, Editora Verus. Apesar de ter ficado irritada com a protagonista, eu gostei!

   Então era isso, meus amores! Parabéns aê, "muierada", e abaixo tem a foto da mulher mais importante do mundo pra mim, minha rainha, meu coração, minha estrutura e meu chão! Te amo, Mamy!


Beijooooo ^.~



Love you, mom!

4 comentários:

  1. Oieeeee Cecyyyyyy
    Aaaiiinnn puxa vida foram muitas as emoções com o livro e algumas não bacanudas :/ tb fiquei com medo das suas parentes Cecyrena!
    Geralmente os segundos livros são mesmo complicados bagunçam a narrativa e mexem com nossos nervos rsrs
    Aahhhhhh não amei que a Vanessa não tem cauda de sereia oras bolas pipocas carameladas :)
    Vamos torcer para que ela não fique tão mimada, confusa, imatura e essa.
    E que o Simon continue tudo de bom!

    Ahhhhh atrasada, mas de coração, parabéns pelo dia das mulheres, afinal todos os dias são nossos né non?????
    Excelente semana pra ti e todos aí
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!!! 💖💖💖
      Realmente, nem as notícias foram bacanudas. Essas são as parentes do mal, o lado oculto do mar, hahah.
      Sabe que achei interessante elas não possuírem caudas? Ficou tão mais real, mas, isso não tira meu encantamento por caudas, ainda quero uma, rs.
      Simon é um lindo! Não tem como não amar! 💖

      Feliz dia da mulher pro cê tamém, flor! Todo dia é nosso dia, né?

      Beijoooo

      Excluir
  2. Oi, Cecy!
    Menina, eu li só o primeiro livro dessa trilogia e eu nem sabia que era trilogia na época. O "bom" que o primeiro tem um final fechadinho.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      É verdade, eu também achei que o primeiro ficou tão bem amarrado que se ficasse só nele, ficaria perfeito.

      Beijooooo

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por