segunda-feira, 2 de julho de 2018

Resenha #80: Como Chegamos Até Aqui? - RM Cordeiro

     Olá leitores, tudo bem?
Ainda no Paraná, volto na terça pra casa, o problema e que agora estou sem computador, o notebook resolveu pifar, então, estou digitando pelo celular, o que é horrível e a resenha será miojo, bem menor do que o normal, rs. Mas, o livro é mara, então, tá valendo, rs.

Bora lá?

Imagem cedida pela autora 

Sinopse: Júlia uma jovem professora desempregada, tenta seguir em frente buscando oportunidades, sem se prender ao seu passado turbulento e cheio de privações e dores. 
Leandro vive na fazenda que pertence à sua família e leva uma vida relativamente tranquila, pautada pelo trabalho árduo no campo da hora em que levanta à hora em que se deita. Mas, sua aparência tranquila esconde a luta contra o mal que causa a si mesmo.
Leandro e Júlia. Duas pessoas marcadas por um passado de perdas e dores, que vão descobrir que há muito mais além do véu da dor se ousarem atravessá-lo. No entanto, terão coragem o suficiente para encarar o que a vida lhes fez e confiar que há esperança de serem felizes outra vez?
"Porque existe beleza na imperfeição e isso é tudo que precisamos saber para encontrar a nós mesmos e ao nosso destino.


Imagem cedida pela autora

     Júlia é uma professora recém formada e desempregada que se vê no auge do desespero por não ter trabalho, até que sua amiga Lorena que mora bem longe consegue uma proposta de trabalho para ela. Por não ter opções, Júlia aceita o trabalho, se muda para o interior para dar aulas em uma escola rural e conhece a família de Lorena. De cara se apaixona por sua família e desenvolve um vínculo especial com seu irmão, Leandro. 

 Gente, eu tive um Lê na minha adolescência, então, li com mais carinho ainda, hahaha. Era legal minha história com o Lê, mas, não cabe aqui nesse momento, hahahaha... Ok, focus, Cecília, focus!

    Júlia e Leandro se tornam bons amigos, e aos poucos vão se envolvendo cada vez mais, porém, um drama forte e pesado envolve o passado de ambos, cada um a sua maneira era machucado pela vida, com traumas terríveis que os atormentavam e trouxeram consequências para ambos, para um deles até mais graves, e eles precisam descobrir primeiramente como se perdoarem para depois conseguirem se entregar ao mix de sentimentos que os envolve. E vou falar: só quem passa por traumas sabe realmente a dificuldade que é se envolver novamente com alguém sem que o passado - que já passou - atormente a todo momento.

Imagem cedida pela autora

     Para mim, Como Chegamos Até Aqui? não é apenas um romance mela cueca. Na verdade, não é mela cueca em momento algum, nem achei clichê! Quer dizer, só na parte de ela se apaixonar pelo irmão da melhor amiga, mas, fazer o que, o cara é o Henry Cavill! Por mais que a Rê tenha usado o Scott Eastwood como avatar, nada tira da minha cabeça que Leandro é Henry Cavill, rs! Então, mas, não é mela cueca, rs, é um livro dramático com uma pegada de romance a la Shakespeare, cheio de tragédias (por isso amei, sou shakespeariana, rs) e com pequenos toques de humor, mas, nada impossível, tudo dentro do cotidiano com situações que podem acontecer, e com personagens que passam por momentos dramáticos. 


     Como Chegamos Até Aqui? - RM Cordeiro. Editora independente, 299 paginas. Disponível eBook bem baratinho na Amazon, corre lá para garantir o seu! Eu super recomendo!

    E obrigada a todos por não desistirem do MLC, assim que o notebook for consertado e eu estiver em casa, voltarei com a programação normal, e terá novidades no canal também, yey!

Beijoooo 💖

8 comentários:

  1. Me faltam palavras para agradecer, especialmente sabendo que você virou a madrugada lendo e resenhando. Gratidão eterna ♡♡♡♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa ser uma resenha tão furreca, mas, apesar de estar bem miojo, fiz com muito carinho!


      Beijoooo 💖

      Excluir
  2. Amei demais esse livro. E essa resenha está maravilhosaaaaa ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê Karen!

      Que bom ver você por aqui! Esse livro é realmente muito fofo, eu gostei dele, mas, estou sendo considerada sem coração por não ter chorado, hahaha.

      Beijoooo 💓

      Excluir
  3. Adorei, Cecy tô contigo, é o Cavvil mas ainda vou querer matar a autora kkkkkkkk!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahah! A autora é terrível! Obrigada pela visita, Danda!

      Beijoooo 💮

      Excluir
  4. Oi Cecy!!!
    Também tive um Lê na adolescência hihihihihi
    Como é bom ler romances com histórias bem construídas e sem muita melação!
    Já quero ler :)
    Beijinho
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
  5. Oiê Rô!
    Todo mundo pelo visto já teve um Lê, um Rafa é um Juninho na vida, hahahaha...

    Beijoooo 💓

    ResponderExcluir

Layout criado por