segunda-feira, 26 de maio de 2014

Resenha #4 - As Crônicas de Nárnia

"Coisas extraordinárias só acontecem com pessoas extraordinárias!" - Aslan


A primeira vez que fui para Nárnia eu estava cuidando de um garotinho em 2006. O filme tinha sido lançado nas salas dos cinemas brasileiros em dezembro de 2005, e estávamos em maio de 2006 quando a mãe do garotinho que eu cuidava alugou para eu assistir com ele. A intenção era assistir até ele ficar quietinho (pois ele estava chorando) e eu ir dar uma geral no quarto dele e deixar o almoço pronto para quando as irmãs dele chegassem. Resultado: precisei fazer macarronada e batata frita que era o mais rápido que eu podia fazer, pois o menino dormiu e eu fiquei assistindo o filme. Achei demais! Em fevereiro daquele mesmo ano eu ouvi a amiga de uma amiga  falando que estava lendo "As Crônicas de Nárnia", mas não levei em consideração. Amei o filme, mas os anos se passaram e em 2008 assisti o segundo filme e fui pra Nárnia novamente. Zanzando pela biblioteca o que eu encontro? Os sete volumes! Li em duas semanas! Eu ia na biblioteca e muitas vezes ficava o dia todo e alguns dos livros eu li em um dia. Depois de ler o terceiro volume eu tive certeza: sou narniana!



CS Lewis quis escrever as crônicas como um modo de introduzir histórias bíblicas em uma sociedade não muito receptiva para a Bíblia. Ele faz vários ganchos como a criação, Davi e Golias, o sacrifício de Jesus e o apocalipse. No ano de 2011 eu tive a brilhante ideia: e se eu simplesmente comprasse os livros pra mim? E comecei a procurar, mas nunca achava, achava somente o volume único e era sempre muito. Até que um dia o Submarino sorriu pra mim e lançou a promoção relâmpago: R$29,90! Adivinha? Comprei, óbvio! Li e me deliciei novamente com as histórias. Em 2012 meu irmão pediu emprestado e nunca mais me devolveu (e depois me perguntou porque eu nunca mais emprestei livros pra ele, acredita? Muito vaco!). No ano passado eu estava sapeando pelo meu site favorito de compra de livros, e ele me deu mais um presente: novamente uma promoção relâmpago com o volume único, e dessa vez ainda mais barato: R$19,90! Adivinha (de novo) o que eu fiz (de novo)? Comprei, óbvio (de novo, hahahah)! E nunca mais empresto pra ninguém! 

  • 1950 CS Lewis escreve "As Crônicas de Nárnia - O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa". No livro narra como quatro crianças conseguem libertar o país de Nárnia das garras de Jadis, a feiticeira Branca que se auto intitula rainha de Nárnia e há 100 anos mantém o país em um inverno longo. Existe uma profecia onde diz que quatro irmãos - dois meninos e duas meninas - libertariam o país e devolveriam a glória a Nárnia. Os quatro irmãos Peter, Susan, Edmund e Lucy vão parar em Nárnia pelo guarda-roupa que fica na casa do prof. Diggory. Após muita traição, aceitação, sacrifício, luta, e claro - Aslan - eles libertam Nárnia da tirania de Jadis e o inverno acaba. Os irmãos então são coroados: Lucy - a Destemida, Edmund - o Justo, Susan - a Gentil e Peter foi coroado como o Grande Rei Peter - o Magnífico! Os anos se passam, eles agora são adultos, e Nárnia está em sua Era de Ouro, os reis e rainhas cuidam muito bem de seu país e sequer se lembravam de terem vivido uma outra vida fora de Nárnia, mas ao se aproximarem do Ermo do Lampião, eles entram nos domínios do guarda-roupa e caem novamente no quarto da casa do professor Diggory sem que se passasse um minuto desde o momento que eles saíram.        

  • 1951 - "As Crônicas de Nárnia - Príncipe Caspian". Um ano se passa desde que os reis e rainhas de Nárnia estiveram lá, e um dia sem mais nem menos eles vão parar lá novamente. Passam dias comendo maçãs de um pomar que depois eles reconhecem pertencer a Cair Paravel, o antigo palácio deles, e aquele jardim em ruínas com as macieiras, era o local onde eles passaram horas jogando xadrez e plantando aquelas macieiras. Em Nárnia já se passaram 2300 anos desde que eles desapareceram, e os narnianos que se julgavam abandonados foram expostos a tirania de Miraz, vindo do reino de Telmar, sendo a maioria dos seres mágicos mortos e os que estavam vivos foram viver na floresta. Miraz era tio de Caspian, que matou seu irmão, usurpou o trono e tentou tirar a vida de Caspian, o príncipe por sua vez, se uniu aos narnianos na floresta e conseguiu invocar os reis e rainhas antigos. 


  • 1952 - "As Crônicas de Nárnia - Viagem ao Peregrino da Alvorada" O rei Caspian está a procura de sete lordes que desapareceram durante o reinado de seu pai, e Lucy, Ed e seu primo Eustace vão parar no barco e se aventuram junto com Caspian. Para eles se passou um ano, em Nárnia três. Eles salvam todo mundo e Eustace aprende grandes lições. 

  • 1953 -  "As Crônicas de Nárnia - A Cadeira de Prata".  Eustace está em um colégio interno contando sobre Nárnia para Jill Pole sua amiga, e eles são emboscados por meninos durões da escola. Se encostam no muro esperando pelos golpes, quando são transportados para Nárnia. Passou muito tempo, Caspian está muito velho procurando por seu filho perdido. Aslan diz a Eustace que sua missão é encontrar o filho de Caspian para que ele viva seus últimos dias em paz. Eletrizante!
  • 1954 - "As Crônicas de Nárnia - O Cavalo e seu Menino" História paralela. Se passa durante a Idade de Ouro de Nárnia, quando um menino chamado Shasta foge para Nárnia tentando conseguir tutela do Grande Rei Peter. O cavalo falante de Shasta (Bri) é narniano e o leva para bem longe de Tisroc - que ele viva para sempre (se bem que para Bri ele não queria que Tisroc vivesse e muito menos que fosse para sempre) -  e da tirania de seu padrasto. 
  • 1955 - "As Crônicas de Nárnia - O Sobrinho do Mago" Lucy descobriu Nárnia dentro do guarda roupa do professor Diggory, mas... Como? Como um país mágico foi parar dentro do guarda-roupa do professor? Apesar de ter sido o penúltimo livro escrito da saga, é necessário ler primeiro ele - no volume único ele é o primeiro - para se entender tudo sobre Nárnia: a criação, Aslan, Jadis e sobre Diggory também, sobrinho de André, aquele louco que inventou aqueles anéis... SPOILERS...

  • 1956 - "As Crônicas de Nárnia - A Última Batalha" Nárnia foi destruída. Caspian morreu há séculos e tudo está desabando. Um jumento coloca uma pele de leão, e incentivado por um macaco tirano se passa por Aslan. O próprio rei é vítima da Palavra Execrável, ele precisa urgente de ajuda...e chama pelos antigos reis e rainhas. Uma semana depois, Ed e Peter conseguem chegar em Nárnia, mas já o tempo corre de maneira diferente naquele país. Tudo está perdido! Aquele mundo onde eles foram tão felizes está sendo destruído, consumido pelo fogo... Mas porque Aslan permitiu que os meninos estivessem lá? SPOILERS.... 
Apenas uma coisa para dizer: LEIAM! 
As Crônicas de Nárnia - CS Lewis. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por