terça-feira, 19 de abril de 2016

Dia do Livro Infantil

     Olá, pessoas!!! Tudo de boa?



    

Ontem, dia 18, foi comemorado o dia de Monteiro Lobato, ou dia do Livro Infantil. Me lembro com muito carinho dos meus primeiros anos e de meus primeiros livros. Assim que aprendi a ler, desenvolvi um gosto maravilhoso, e quero compartilhar com vocês alguns dos livros mais queridos que toda criança / adolescente deveria ler. Confesso que alguns da lista eu já li adulta, mas acho que toda criança que tiver oportunidade de lê - los ainda criança, terá uma visão diferente, mais fantasiosa. 

     Bora?


O Indiozinho Amazonas - Jannart Moutinho Ribeiro.

O primeiro livro que li na vida foi esse. Na verdade, ele faz parte de uma coleção que conta com "O Pequeno Cangaceiro", "Viagem pelo Brasil do Indiozinho Amazonas", "O Pequeno Bandeirante" e por aí vai. Ganhei essa coleção assim que aprendi a ler, e me encantei principalmente pelas gravuras. Muito fofo! E aos dez anos, eu doei esses livros para a biblioteca da escola que eu estudava! Já pensou se eu ainda tivesse essas relíquias? Nunca mais vi nenhum desses livros, infelizmente!



O Casamento da Emília - Monteiro Lobato

Falando em Monteiro Lobato, creio que todos já tenham lido algo dele. Na faculdade mesmo, me lembro de um seminário que meu grupo fez sobre Lobato, e eu fui a Narizinho. Pela primeira vez eu não estava vestida de uma forma "miquenta" (acho que acabei de inventar uma palavra, rs!). Li O Casamento de Emília aos dez / onze anos, e achei o máximo ler algo de uma boneca se casando com um porco, hahaha! Adorei depois o fato de a Emília ter se tornado a "marquesa", como o Visconde gostava de chamar. Lobato criou um mundo literário tão bonito, e é tão fascinante ver como ainda encanta as crianças, mesmo elas sendo bem menos inocentes do que foram na minha época...






                                   A Hora do Amor - Álvaro Cardoso Gomes


Na mesma época que li O Casamento da Emília, eu li A Hora do Amor, e gente, vou falar: sou até hoje completamente apaixonada por esse livro. Ele conta uma história tão bonitinha! E se passa anos até chegar no final. A história começa com o Beto com onze anos contando potoca (mentindo) e termina com ele indo pra faculdade. Ainda tem um outro livro chamado "O Diário de Lúcia Helena", que é a mesmíssima história, só que do ponto de vista da garota. Eu adoro!


O Menino do Dedo Verde - Maurice Druon
Esse eu sei exatamente o dia que li: aliás, sei exatamente o dia, mas não sei a data, rs! Li esse livro um dia depois da minha formatura do Magistério, era uma quarta - feira em dezembro de 2002. Acordei e fiquei embaçando na cama, peguei o livro e o li em duas ou três horas. Me acabei de chorar!!! Que história fófis, bonita, triste... E no final, eu não imaginava o que Tistu representava. Tem um parágrafo que gosto muito, vou citá-lo aqui:
"- Então, Tistu - perguntou ele - que foi que você aprendeu? Que sabe de medicina?
- Aprendi - respondeu Tistu - que a medicina não pode quase nada contra um coração muito triste. Aprendi que para a gente sarar é preciso vontade de viver. Doutor, será que não existe pílulas de esperança?"

Lindo, né? Super recomendo!!!



O Grande Escarcéu   - Eliane Maciel

Gente, eu AMO esse livro! Ganhei de uma colega quando tinha dezoito anos e li pelo menos umas nove vezes. Facinho de ler, leitura gostosa, é uma história muito doida! Bel Escarcéu como era chamada por sua família sofria de um grande mal: imaginação desembestada! E, um dia, cansada da sua vidinha, ela tem uma ideia que revoluciona a escola toda, e Bel descobre finalmente um sentido para toda aquele coisa chata chamada adolescência, pois, sua filosofia de vida até então era "crescer dói!". Maciel além de autora é jornalista, e me lembro de ler algo naquela página dedicada ao autor que me chamou muito a atenção: ela é apaixonada pelo Tom Cruise. Bom, eu também! Hahahaha! 





                                  Spharion - Lucia Machado de Almeida


Quem foi adolescente em meados da década de 90 - acho que até antes disso, é que eu era adolescente em meados de 90, rs! - já leu algo da Série Vaga-Lume. Spharion conta sobre um minerador que morava em Minas Gerais e também um assassino que deixava como pista as iniciais de suas vítimas. A autora não perde em nada para Agatha Christie. Uma história sensacional, assim como toda essa série. Eu adorava, li vários, tinha medo dessa capa com a cabeçona do minerador aí, e me lembro que meu primeiro seminário apresentado na vida, foi sobre esse livro. E vocês viram que estreou semana passada "O Escaravelho do Diabo"? Ainda vou assistir esse filme, vamos ver se está tão bom quanto o livro, o trailer está sensacional!

Peter Pan - JM Barrie

Já falei N vezes que meu conto de fadas favorito é Peter Pan. Sempre fui apaixonada pela Terra do Nunca. Já fiz um "Vida e Obra" de JM Barrie aqui, já indiquei o livro aqui, e confesso, que é um dos livros mais lindos que já li. Li no meu penúltimo ano de faculdade e li mais uma vez depois disso. Chorei bastante, Barrie era um grande autor, sem dúvida! Viveu bastante, porém, sua vida foi regrada de perdas e decepções, mas sempre tentou olhar pelo lado positivo e tirar coisas boas de tudo. Grande homem esse Barrie, e Peter Pan até hoje nos encanta!
Gostaria muito de ter lido Peter Pan enquanto era criança ou adolescente, mas a ordem foi inversa, rs! Aos doze eu estava lendo Shakespeare, aos catorze comecei a ler Machado, e só após adulta tive acesso a livros como esses que estou citando. Um ou outro li na época certa. Se bem, que não há uma época certa para ler  esse ou aquele livro, só acho que poderia ter aproveitado mais enquanto era mais nova. Talvez a psicologia explique essa minha mania de gostar de cadernos e camisetas do Mickey como infância atrasada, hahaha! 

                         Pollyanna - Eleanor H. Potter



E como falar em ver o lado positivo da vida e não pensar nela? Pollyanna eu li ainda adolescente. Cinco anos atrás, li novamente e em seguida li "Pollyanna Moça". Que história linda e cativante! Não vou falar muito desses livros aqui, vou ver se tenho um tempinho pra ir até à biblioteca pegar esses dois livros e resenhá-los aqui, pois se for fazer uma resenha baseado no que li há cinco anos, talvez não faça jus a maravilha que é essa obra.

A Droga da Obediência - Pedro Bandeira

Fantástico! Me lembro de ter lido dias depois de ler "O Menino do Dedo Verde". Pedro Bandeira é um gênio da literatura infanto juvenil, uma pena que conheci seus livros após os dezoito anos, teria curtido muito ler enquanto era adolescente. Mudei a ordem cronológica das coisas, lembra? Esse foi o primeiro livro dele que li, e já li vários outros depois. "A Droga da Obediência" é a primeira aventura dos Karas. Vale a pena, quem não conhece, não sabe o que perde, rs!


                            O Menino Maluquinho - Ziraldo


Tem como falar da infância e não pensar no Ziraldo? Hoje faço projetos sobre as obras de Ziraldo com meus alunos para que tenham a oportunidade de conhecer esse grande autor enquanto ainda são crianças. Li "O Menino Maluquinho" com onze anos e não entendi o motivo de ter chorado no final do livro. Li novamente já adulta (e leio sempre que dá vontade, rs!) e descobri: na época que li, já estava tendo uma prévia de como era ser adulta. Quando eu tinha oito anos, uma de minhas sobrinhas veio morar com meus pais e eu, e ela passou a ser minha responsabilidade. Eu só tinha oito anos, estava na terceira série, e tive que aprender a trocar fraldas, dar banho e pentear uma criança, dar comida e fazer dormir. Aos poucos, ensinei a Ana a andar, falar, e escrever seu nome. Quando ela foi para a escola, eu tinha apenas doze anos, e fui eu quem a acompanhou no primeiro dia de aula, era eu quem participava das reuniões de pais, que a levava ao dentista, e até hoje tenho a primeira lembrança de dia das mães que ela fez, e presenteou a mim. Aos onze anos conheci esse Menino lindo do Ziraldo, e, quando li que o Maluquinho cresceu e se tornou um cara legal, chorei porque ele perdeu a infância... (hum... Talvez seja por isso que eu goste de Peter Pan, porque ele não cresce? Faz sentido...) Decidi que seria como o Menino Maluquinho, que tentaria aproveitar minha infância com a Ana, e que quando crescesse, seria uma mina legal. Se sou legal atualmente? Acho que sim, rs!

E...
Para finalizar, não consegui pensar em um livro mais da hora que esse, que representa a infância de muita gente:


No início da década de 90, nós alunos de escola pública, aprendemos a ler e escrever - isto é, quem conseguiu aprender, rs! - com a Cartilha Caminho Suave, de Branca Alves de Lima. Fui uma das primeiras alunas a aprender a ler, e pensa na minha emoção quando cheguei nas sílabas complexas e a primeiras eram o "Ce" e o "Ci". Minha professora pediu para eu ler o pequeno texto e quase chorei de emoção ao ler que falava sobre a menina Cecília. Fiquei toda boba com um sorriso de orelha a orelha. E me lembro que tinha um tal de Paulinho na classe que ficava tirando sarro desse fato e que fazia questão de falar que eu não era a Cecília do livro. Boboca! Hahaha!

     Enfim, amores, está aí mais um post, e bah, essa Cartilha aí me fez voltar cem anos... Bem, essas são as dicas de hoje, espero que tenham gostado. Conhecem algum desses livros? Comentem! Não conhecem? Comentem também, ué! 

Beijos pro cês...


2 comentários:

  1. Adoreeeeei seu post Cecy, eu só conhecia Peter Pan de todos que você citou, me deu vontade de ler cada um! Sim, eu vi que estreou o escaravelho do diabo, e estou naquela ansiedade para ver o filme, apesar de ainda não ter lido o livro, não sei se me seguro e compro o livro ou vejo o filme é depois leio kkkkk Vou ver se encontro o casamento de Emília, porque eu não conhecia. Mais uma vem adorei seu post!

    *Beijokas -Hellen Barros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hellen, obrigada de novo por sempre estar por aqui. Estou com o mesmo problema que você com relação ao livro Guerra Civil. Eu já comprei o livro, mas não sei se leio antes de assistir ou assisto primeiro, rs! Que bom que gostou do post, volte sempre, é sempre um prazer tê - la aqui no meu cantinho!

      Beijoooo! ")

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por