sábado, 2 de agosto de 2014

Resenha #7 - A Imperatriz dos Etéreos - Laura Gallego García


Boa noite, povo fófis...

No final do ano passado eu ganhei o seguinte livro da minha amiga Eliane: "A Imperatriz dos Etéreos". Alguém aí já ouviu falar desse livro? Porque eu nunca! Enfim, ela gostou da capa e resolveu ler a sinopse e achou a minha cara e me deu de presente. Quando recebi fiquei feliz pelo simples fato de ser um livro, mas não neguei quando ela me perguntou se eu já conhecia. Nem que eu quisesse eu conseguiria dizer que já tinha ouvido falar, pois tive a capacidade de ler "A Imperatriz dos Héteros", ahahahahah! Nunca tinha ouvido falar nem na autora pra se ter uma ideia. Enfim, coloquei o livro na fila de espera, afinal eu estava lendo a saga "Heróis do Olimpo" - ainda aguardando o quinto e último livro - e não podia parar pra ler outro. Terminei de ler o quarto livro da saga e fui emendando, comprando, lendo ou colocando outros na fila de espera. Esses dias atrás a Eliane me perguntou se eu já tinha lido o presente dela. Vergonhinha.... 0,0

Enfim, terminei de ler O Grande Gatsby no dia 31 de julho e resolvi logo no dia 01 de agosto começar outro, e peguei esse, afinal, o máximo que poderia acontecer era eu achar uma droga e postar uma crítica negativa aqui no meu cantinho. Assim que comecei a ler, de cara me identifiquei com a protagonista, que é alguém que não consegue segurar a língua - quando nota já saiu e já ofendeu. Bem típico de mim isso, mas estou mudando, graças a Deus. Li dentro do ônibus indo de um trabalho pro outro (afinal sou como o Julius - Todo Mundo odeia o Chris - e tenho dois empregos, ahahah... ) por alguns minutos apenas, estava com muito sono e dormi o restante do caminho. Nesses quinze ou vinte minutos, li quase setenta páginas. Nem eu sei como li tantas páginas em tão pouco tempo, mas não quis mais ler no dia. No outro dia (02 de agosto) eu terminei de ler. É sério! Ontem quando eu peguei de novo, a história começou a ficar muito interessante e eu não quis parar mais. 

O livro conta a história de uma garota chamada Bipa e de seu amigo de infância Aer. Eles viviam em Cavernas e não conhecem o mundo como conhecemos, a narração da autora é como se nós fossemos os ancestrais daquele povo. Eles não conhecem o sol, as estrelas, o mar, apenas o gelo... E dizem que após as montanhas bem longe, vive uma Imperatriz em um palácio deslumbrante e que quem vive lá não sente mais fome, frio, medo, não sente mais nada... Aer quer porque quer sair das Cavernas e encontrar o palácio da Imperatriz, e um dia ele realmente vai. Todos ficam preocupados, fazem grupos de resgate e como Aer não aparece, as pessoas acham que ele morreu, até que um dia ele volta sem mais nem menos. Muito fraco, mas deixa claro que só veio para provar para Bipa que existe vida fora das Cavernas. E um dia, Aer some de novo, e Bipa que se sente responsável por sua partida, resolve ir atrás dele, afinal "é preciso ser muito idiota e cabeça de vento para atravessar as geleiras, mas se o inútil do Aer conseguiu, eu também consigo!". E assim, Bipa parte em busca de Aer rumo ao desconhecido. Ela enfrenta grandes aventuras, conhece pessoas - e gólens - muito ruins, mas também conhece uma pessoa -  e uma gólem - que realmente se importam com ela, e ainda por cima, totalmente sem querer acaba criando um gólem para ela que se torna seu fiel escudeiro. Resumo da ópera: 
A- D - O - R- E - I o livro! É muito tocante, mostra uma história cheia de fantasia, armadilhas da vida e boa vontade. Totalmente surreal (juro que identifiquei um pouco com alguns episódios do Doctor Who, rs!), muito bem escrito, uma narrativa gostosa que prende a atenção e deixa um gostinho de quero mais.

E deixa também uma pergunta na sinopse para nós? "Até onde você iria por um amigo?"
A Imperatriz dos Etéreos (e não dos Héteros, ahahah) - Laura Gallego García.







2 comentários:

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por