sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Projeto Leia Para uma Criança - Banco Itaú

   Oi meus bombons, tudo bem?
Me perdoem por não ter feito post ontem, não consegui, mas hoje estou aqui para diminuir o atraso, rs.

    Não sei aí onde moram, mas, ontem o cano de São Pedro abriu e despencou o céu aqui na minha cidade, choveu muito, e infelizmente, o carteiro responsável por minha rua não se preocupou em me chamar - acho que ele estava mais preocupado em se abrigar - e simplesmente deixou uma encomenda em cima da caixa do Correio. A embalagem não cabia na abertura, então, ele colocou de qualquer jeito lá. Ah, se eu fosse vingativa... Anyway, a chuva passou, e eu estava saindo quando vi uma embalagem laranja encharcada. Peguei o negócio que estava a ponto de virar papa e descobri que eram meus livros do Itaú. Quase chorei! Estava tão ansiosa para receber, e quando finalmente chegou, praticamente os perdi. Coloquei atrás da geladeira pra secar, agora passarei uns dias deixando bem abertos e depois colocarei algo em cima que tenha peso para tentar deixá-los menos Frankenstein do que estão agora. Aliás, deixá-los menos Criaturas, afinal, Frankenstein não era o monstro... 

    Vocês conhecem esse projeto  "Leia Para Uma Criança - #issomudaomundo" do banco Itaú? Não? Sim? Mais ou menos? Confiram o post então para conhecer ou relembrar:



    No ano passado minha irmã mais velha comentou comigo que havia se inscrito no site do Itaú para receber livros para ler para os alunos dela, e eu fiquei curiosa. Entrei no site e tentei me cadastrar, mas, já tinha passado a data, e esse ano muito sem querer ouvi alguém comentando novamente sobre isso e fui pesquisar. Isso foi há mais ou menos trinta dias. 

    Tal projeto do banco entra como uma maneira de incentivar a leitura e formar mais cidadãos pensantes em nosso país. O pedido é feito pelo site do banco Itaú, e não importa se você é ou não cliente Itaú. Existe a opção de pedir para uso pessoal ou a Secretaria da Educação ou ONG's pedirem para realizar o projeto. Basta apenas responder algumas perguntas do tipo: "para que idade você leria?" "As crianças são da família, da escola ou desconhecidas?" e digitar seu CPF e endereço, e em trinta dias chegam as duas leituras. Mas tem uma data limite, passou da data, só no próximo ano. E o melhor de tudo: é "DE GRÁTIS"!





    Esse ano temos Maya e Selou de Lara Meana e María Pascual de la Torre e Poeminhas da Terra de Márcia Leite e Tatiana Góes. Eu queria mostrar os meus livros para vocês, mas, como eles estão na reabilitação no momento, e estou sem celular e sem minha câmera para tirar as fotos deles, peguei fotos da internet mesmo.

Poeminhas de Minha Terra


SINOPSE: Os versos curtos e com palavras de origem tupi associados às poéticas ilustrações de cenas que evocam uma profunda harmonia entre os seres e a natureza, fazem com que Poeminhas da Terra converta-se em uma singela homenagem aos momentos simples do cotidiano da vida na aldeia.



    Com ilustrações maravilhosas, como que feitas por crianças, esse livro nos remete ao universo das poesias simples, gostosas e infantis, mas que encanta qualquer adulto em qualquer momento. Nada daquelas coisas elaboradas que se preocupa com a metragem e com a rima, não, ao contrário, bem desleixada. Além de nos mostrar diversas palavras que falamos no dia a dia sem nos darmos conta de que estamos usando a gramática tupi. A intenção é aproximar as crianças da cultura indígena, que está cada vez mais perdida em nosso país, infelizmente. A imagem acima pertence a poesia "Pescaria".

Pescaria

Pega igara,
Sobe na igara
Navega na igara.
Corre, pega peixe.
Pega pacu,
Pega piranha,
Pega piaba,
Piraguaçu.
Pega piramirim,
Pega pirapitanga,
Pega piracanjuba,
Pirarucu
(Igara = canoa)


Selou e Maya


   Dependendo de como se pega o livro lemos Selou e Maya ou Maya e Selou. Esse é um daqueles exemplares que na metade ele vira de ponta cabeça e a história muda o contexto. 




 SINOPSE:  Selou e Maya são duas crianças vizinhas que através de diferentes atividades do dia a dia - como acordar, comer, brincar, tomar banho e escutar histórias - inventam vários mundos fantásticos.

    Ambos os lados começam com as árvores genealógicas das famílias das crianças. e vemos ilustrações que mexem com a imaginação do adulto mais chato e turrão do mundo! Na hora de comer quando lemos o lado de Maya, vemos uma ilustração da menina comendo com dificuldade e a frase: "Vou preparar receitas deliciosas no meu restaurante de Paris. Não será sacrifício algum raspar o prato"

    Muito bonitinho, gentemmm. Estou encantada! Esses exemplares são de venda proibida (Claro né Cecília, você mesma já disse lá em cima que é de grátis, deeerrrr...) e de distribuição nacional. Quem nas férias fica responsável pela criançada da família - como é o meu caso, rs - já fica aí a dica. A leitura é rápida, mas dá pra refletir legal e tirar boas coisas para os pirralhos, rs!

    Para conhecer mais sobre o projeto é só entrar no site do Itaú, ou procurar no Google "Itaú Criança" que acha rapidinho. Deem uma passadinha lá conhecer e se ainda der tempo, participar!

Fonte: https://www.itau.com.br/crianca

    Vou ficando por aqui, amores! Novamente, me desculpem o atraso.


Beijooooo e shabat shalom!

(*** Todas as imagens foram retiradas da internet)

13 comentários:

  1. Pedi o ano passado e não recebi, pedi esse ano também ainda não chegou, só consegui receber uma vez que foi ano retrasado, triste...queria tanto...amo livros infantis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thalya, tudo bem? Eu me lamentei muito ano passado quando vi que já tinha passado a data, mas dessa vez eu consegui. Não desiste, tenta de novo!

      Beijoooo

      Excluir
  2. Olá Cecyyyyyyy!
    Conheço siiim o projeto do Itaú para crianças, muito amor <3
    Eu só consegui em 2013, acho o projeto muito fofo e muito importante para leitores de todas as idades!
    Por aqui não está chovendo, mas está bastante frio.
    Que pena que sua correspondência molhou, como aqui em casa a gente só chega de noite e sai de manhãzinha sempre acontecia isso, então agora minha irmã tem uma caixa postal e eu uso a dela rsrs
    Bjs flor e excelente findi pra ti
    Luli Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luliii!!!
      Menina, a chuva deu uma trégua, mas despencou bastante por aqui! Esse negócio de carteiro é o oh, pior é que se ele tivesse se esforçado até daria para colocar na caixinha, mas, a chuva tava forte e ele quis se abrigar, ahahah... Ao menos eu espero que tenha sido esse o motivo!

      Beijoooo e uma ótima semana! ^.~

      Excluir
  3. Ola Cecy
    Eu até esse ano não sabia do projeto do banco Itau, mas logo no começo do mês de Outubro que descobri que abriu inscrições para ele eu me cadastrei.
    Como você o meu carteiros não tava com muita paciência e jogou o pacote em casa se qualquer jeito ...sorte que não estava chovendo.
    Eu amei essa iniciativa

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Babi!
      Ainda bem que seus livros não molharam, dá até uma dorzinha no coração olhar para os meus inchadinhos...

      Beijoooo

      Excluir
  4. Oii Cecy!
    Eu não conhecia o projeto e simplesmente AMEI. ♥

    http://leituraecappuccino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lariii, sua sumida!!! Esse projeto é mara mesmo, achei linda a iniciativa!

      Beijoooo

      Excluir
  5. oi flor tudo bem?

    eu adoro esse projeto do BAnco Itaú. eu tenho dorme, menino dorme. Tatu balão e rei Artur. vou fazer pedido de mais outras coleções. adorei o post beijos linda

    Taynara Mello
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tay!
      "Dorme Menino, Dorme" eu li em uma sala que fui substituir a professora e me apaixonei, é lindinho demais, agora esses outros eu não li. Faça o pedido, ainda dá tempo!

      Beijoooo

      Excluir
  6. Oi Cecy! São mesmo um amor esses livros! Que bom ter um projeto assim que incentive a leitura dos pequenos né? Adorei o post, grande beijo!

    EVENTUAL OBRA DE FICÇÂO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rô!

      É verdade, projetos assim fazem a gente acreditar que pode ser mudado o dado estatístico que brasileiro lê pouco, não é mesmo? Afinal, começando de pequenino fica mais fácil!

      Beijoooo

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por