terça-feira, 12 de junho de 2018

Releitura de Fábula de Esopo por Cecy

    Olá, leitores, tudo bem?
Passando rapidinho por aqui para contar uma coisa para vocês:

Imagem da internet


    Lá no Wattpad eu postei uma releitura de uma fábula de Esopo (se bem que alguns dizem que é de La Fontaine...) que eu criei para usar com meus alunos. A fábula é O Leão e o Rato, que eu vou deixar postado aqui para quem não conhece. Quanto ao meu texto, vou deixar só um pedacinho, aí vocês vão ter que conferir lá no Wattpad!

"Um leão, cansado de tanto caçar, dormia espichado à sombra de uma boa árvore. Vieram uns ratinhos passear em cima dele e ele acordou.
Todos conseguiram fugir, menos um, que o leão prendeu embaixo da pata.
Tanto o ratinho pediu e implorou que o leão desistiu de esmagá-lo e deixou que fosse embora.
Algum tempo depois, o leão ficou preso na rede de uns caçadores. Não conseguia se soltar, e fazia a floresta inteira tremer com seus urros de raiva.
Nisso, apareceu o ratinho. Com seus dentes afiados, roeu as cordas e soltou o leão.
Moral: Não devemos subestimar os outros."


    Então, essa é a tão conhecida fábula de Esopo. Mas... e se nada fosse realmente dessa maneira? É isso que minha releitura apresenta, uma versão diferente e divertida desse conto.

     "Olá, me chamo Gaspar. Rei Gaspar, ao seu dispor. Sou um leão, automaticamente, o rei da selva. Não sei quando ou o porquê desse título de realeza, mas, sempre gostei dos privilégios que os monarcas desfrutam. Porém, como rei, precisava fazer algo que detestava: resolver os problemas dos meus súditos. É exaustivo ter toda a responsabilidade do reino nas costas! Ao final do dia, após bancar o advogado de defesa, de acusação, juiz ou mediador, sempre ficava muito cansado, sendo assim, me dava ao luxo de tirar pequenos momentos de descanso embaixo de uma imensa acácia – minha árvore favorita de toda a Savana.
     Em uma tarde extremamente quente, após cumprir –sem vontade – minhas responsabilidades diárias, me dirigi a minha querida e frondosa acácia, para descansar. Nada mais justo! Porém, o calor excessivo derreteu o cabo da internet e a operadora estava em pane, não tive como usar o WhatsApp para ficar mandando bobeiras no grupo da família, então, o jeito era dormir. O que não seria má ideia, afinal, o trabalho realmente tinha me deixado exausto. Me ajeitei embaixo da acácia, e dormi o sono dos justos.
     Com o sono agitado devido ao calor enorme que fazia ali me trouxe um pesadelo horroroso: eu era vegetariano. Sim, VEGETARIANO! Do tipo que adorava frutas, vê se pode!" [...]

Vocês podem encontrar completinho clicando nesse título O Monarca da Savana. Vou ficar muito feliz com a visitinha de vocês por lá, minha foto de perfil é uma sereia - claro, rs - e meu papel de parede é uma imagem dos Beets, a melhor banda de ficção do mundo, hahahah... Quem não amava Doug?


Um comentário:

  1. Adoreeeii!! Haha Seus alunos devem ter gostado demais! Já vou lá conferir...
    Beijoos!

    ResponderExcluir

Próxima Página Home
Layout criado por