terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Especiais - Scott Westerfeld

     Hello, hello!
Como vocês estão? Desejo uma ótima semana a todos. E hoje, trarei uma resenha que prometi para o ano passado, mas, não rolou. Então, vamos descobrir o que aconteceu com Tally Youngblood?

Imagem MLC

SINOPSE: Circunstâncias Especiais. As palavras dão arrepios a Tally desde seus dias como uma repugnante e revoltada Feia. Naquela época, Especiais eram um boato sinistro - assustadoramente bonitos, perigosamente fortes, chocantemente rápidos. Perfeitos comuns podem viver uma vida inteira sem conhecer um especial. Mas Tally nunca fora comum.
E agora ela se tornou um deles: uma super máquina de combate, construída para manter os feios humilhados e os perfeitos idiotas.
A força, a velocidade, e a clareza e foco de seus pensamentos é a melhor coisa que Tally consegue lembrar. Na maior parte do tempo. Uma pequena parte do seu coração ainda se lembra de algo mais.
Mesmo assim, é fácil ignorar isso - ate Tally oferecer-se a acabar permanentemente com os rebeldes da Nova Fumaça. Tudo se resume a uma escolha: escutar seu coração ou realizar a missão para que foi programada. De qualquer jeito, o mundo de Tally nunca mais será o mesmo.


      Confesso que estava com medo desse livro, pois, me irritei muito com Tally em Perfeitos. Mas, este eu li rapidinho, pois a trama me pegou de jeito. Tally, Shay e Fausto são amigos, perfeitos, Especiais e Cortadores, e precisam desbancar a Nova Fumaça. Em uma emboscada causada pelos Enfumaçados, Fausto é capturado e Tally e Shay precisam usar todos os artifícios para trazer o amigo de volta e finalmente, acabar com tudo e transformar os rebeldes em avoados. É o que ela mais quer. Ao reencontrar com David, Tally novamente tem a chance de tentar relembrar alguma coisa, porém, ao ser dopada e operada contra a vontade quando foi capturada por Shay, seu cérebro foi reprogramado – de novo -  e ela agora tinha lembranças horríveis a respeito dele, e desenvolveu um certo asco pelo rapaz. Shay então, descobre que Zane saiu do hospital – quem leu Perfeitos sabe o motivo, rs -  e faz uma proposta para ele: encontrar a Nova Fumaça, denunciar a localização dos rebeldes, e assim, ele se tornará um Especial e ficará com Tally. Falando nela, seu cérebro ficou tão deturpado, que ela não conseguia nem olhar para Zane sem sentir nojo de suas mãos trêmulas e seus olhos sem vida. Por amor a moça, ele então junta um pequeno grupo de Crims – entre eles, Peris, o antigo melhor amigo de Tally na época de feia – e partem em direção a Nova Fumaça. Tally e Shay seguem de perto, mas, sempre escondidas, pois, nem eles mesmos sabem como chegar lá, precisam de ajuda. Após uma discussão onde novamente Tally decepciona Shay – mas, dessa vez eu não a culpei, rs – ela fica para seguir com os Crims de longe enquanto Shay toma a frente e segue o caminho para encontrar e destruir os Enfumaçados.

Imagem da internet
            Ao finalmente chegar em seu destino, Tally nota que muita coisa ali não é o que parece. Na verdade, dessa vez, os Enfumaçados não estão acampados em algum lugar da floresta, mas, estão na cidade de Diego e são completamente livres. E lá em Diego mesmo, existem grupos de pessoas que fazem cirurgias loucas – como substituir os mindinhos por pequenas cobras – até grupos de pessoas que preferiram continuar feias e não passar pela cirurgia. Conforme ela fica sabendo, assim que Zane chegou a Diego, ele procurou um hospital para se tratar e melhorar, pois, Tally sabia que ele jamais se tornaria um Especial, mas, tinha esperanças de que ele pudesse mudar de ideia. E também se lembrou da época em que ela era uma Enfumaçada e não queria se transformar também. A mente de Tally novamente vai se curando sozinha e as coisas mudam ao seu redor. Mas, como nem tudo são flores, muita coisa acontece e deixa a moça confusa, solitária, com sede de vingança, triste, revoltada e com novos propósitos.

                 Eu deixei bem claro em Perfeitos que não gostei do Zane, pra mim, ele só apareceu na história para atrapalhar a vida de Tally e se enfiar entre ela e David, mas, o pior é que a bichinha realmente gosta dele, e aí até deu pra sentir um pouquinho de dó dele pela forma como Tally o tratava. E o mais interessante, e que apesar de ela ter o cérebro fritado a ponto de não conseguir olhar para Zane, que no momento era um Perfeito doente, ela tinha asco das atitudes - que ela julgava serem verdadeiras - de David, mas, não de seu rosto Feio. Vai entender, vai ver é por que lá no fundinho do cérebro dela, ela sabia que tinha sido realmente apaixonada por ele... Vai saber?


            Achei que o desfecho para essa série foi interessante, apesar de o último capítulo ter me deixado com aquela cara de ‘ué’. Não me entenda mal, foi interessante, mas, achei que faltou algo. Muitas vezes em filmes ou em livros, os autores fazem tanta questão de explicar tão bem, que o final acaba sendo demais e poderia ter terminado antes. Aqui eu acho que foi o contrário, acho que o autor poderia ter terminado com mais alguma coisa, senti uma certa falta de ao menos mais duas linhas. Mas, não posso dizer que não gostei do livro, pois, eu gostei sim. E vou parando por aqui, pois, já falei demais. Dá para encontrar as resenhas dos outros livros da série, clicando nos links com os nomes dos livros. Feios e Perfeitos.

Especiais (Specials) – Scott Westerfeld. Editora Galera Record, 312 páginas. 


    E por hoje é só, pessoas, amanhã eu volto!

Beijoooo! ^.~


4 comentários:

  1. Olá Cecyyy, amei seu bloguito de cara novaaaa.
    Eu achei que tinha entrado no blog errado kkkk, ficou lindo parabéns, azul é minha cor favorita.
    Amei a indicação, já li vários livros que me deixaram com cara de ué também, mas esse ano não quero perder tempo com livros ruins, nunca abandonei um livro na vida, mas esse ano acho que vou abandonar muitos, kkk, ainda bem que cê curtiu o livro né, bjocas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Joy!
      Achou que entrou em lugar errado? Entrou não! Hahahah! Azul também e minha cor favorita, então, nada mais justo, não é?

      Eu não tenho medo de abandonar livros não, tem gente que fala que se pegou o livro vai ler até o fim mesmo que não goste. Comigo não rola essas foram, não, já abandonei vários, hahaha!

      Beijoooo 💖

      Excluir
  2. Olá Cecy
    Essa deve ser uma distopia diferentona!
    Gostei dessa pegada sci-fi
    Pena que apesar de bom e vc ter gostado ficou faltando alguma coisa lá no final
    Mas mesmo assim vai para a lista dos desejados 😁😁
    Bjs Luli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Luli!
      Realmente, diferente se tudo que eu já li! Me causou diversas reações durante a leitura da trilogia toda e o final me deixou meio "hein?!?", mas, deu certo no final de tudo, hahaha!

      Beijoooo 💖

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por