quinta-feira, 11 de abril de 2019

{{BEDA - Post #11}} Book TAG: Acima de Tudo



Oie, gentemmm, tudo de boa?

Primeiro de tudo, vou fazer um teste. Esse tempo todo, tenho usado a fonte Times para as postagens, e hoje vou usar a fonte Arial. O que vocês preferem?

Segundo de tudo, estou passando hoje para realizar a Book TAG com os personagens do livro Acima de Tudo, da autora Vânia Lara, vocês já conhecem? Já respondi no Instagram essa TAG e resolvi trazer pra cá também. A Vânia é parceira do blog e é um amor de pessoa, gente! Conheçam ela!

Acima de tudo por [Lara, Vânia]
Imagem Amazon

Se não conhecem o livro Acima de Tudo, sugiro que leiam, é uma ótima opção.

     Bora lá, então?.

📖 Evelyn - Um livro que você não compreendeu no início mas foi se apaixonando a medida que lia:

Cadê o Meu Final Feliz? da minha amiga querida, autora RM Cordeiro. Eu desconfiei do que acontecia, mas fiquei confusa e depois me encontrei de novo e vi que estava certa. Aí eu gostei, hahaha! Ainda estou devendo a resenha dele aqui, e me envergonho disso, rs.

📚 Jim - Um livro que te ensinou a amadurecer e perceber os verdadeiros valores:

O único livro que me ensina valores todos os dias é a Bíblia Sagrada. Digam o que quiserem, eu creio e pronto!

💕 Laura & Romeu - Um livro que tornou-se seu amigo do início ao fim da leitura:

O livro Sobreviventes do Caos da autora diva Bianca Gulim se tornou meu queridinho desde a primeira página, eletrizante, agoniante, maravilhoso e incrível. E pelo que tenho ouvido falar (da boca da própria autora, rs), esse ano tem finalmente a última parte! Max, te espero ansiosamente!

😍 Celeste - Um livro com personagem que aqueceu seu coração :

Ah, tem tantos! Mas acho que escolho o Ed de Sob o Olhar Grego da autora Bella Crestan . Ed é a pessoinha mais amada do mundo!

😟 Ricardo - Um personagem ou livro que você não gosta de jeito nenhum:

Eu odeio o Gale de Jogos Vorazes, odeio, odeio, odeio, O - D - E - I - O o Gale com todas as minhas forças, rs! Mas também posso colocar o francês de Sob o Olhar Grego, enquanto amo o Ed, DETESTO o francês, e a Bella sabe bem disso, rs.

E vocês, quais seriam suas respostas?

Você encontra o livro Acima de Tudo no site da Editora Coerência e em eBook na Amazon. Não perca a chance de ter uma ótima leitura!
.
.
Beijoooo, Vânia! 😍

quarta-feira, 10 de abril de 2019

{{BEDA - Post #10}} O Cerco – Brian Michael Bendis & Olivier Coipel


    Oiiiii, tudo de boa com vocês?

Trazendo hoje no BEDA MLC uma resenha de HQ que eu gostei muito de ler, e me deu aquele apertinho no peito após acabar a leitura.

Bora lá?

Imagem MLC
SINOPSE: O Universo Marvel caiu sob o controle de seus maiores supervilões. Depois dos eventos cataclísmicos de Invasão Secreta, Norman Osborn foi nomeado comandante do M.A.R.T.E.L.O., uma nova força internacional de manutenção da paz, que substituiu a S.H.I.E.L.D. No limite da insanidade, o ex-Duende Verde decide eliminar a última resistência a seus objetivos: a cidade celestial de Asgard.

     Estou chocada com essa HQ, não tenho palavra melhor para descrever. O Cerco acontece pós-Guerra Civil (RESENHA) durante a gestão de Norman Osborn no MARTELO, afinal, ele manipulou o governo matando uma rainha alienígena - em Invasão Secreta (RESENHA), e se tornou um tipo de herói. Mas, muita coisa desandou nesse meio tempo. As pessoas já voltaram a acreditar nos heróis, e algumas coisas mudaram para melhor enquanto outras pioraram muito. A trama começa com uma reunião de Osborn com os membros do MARTELO que ele quer transformar em Vingadores, e tentando remediar a situação, Norman decide oferecer aos cidadãos os Vingadores Sombrios – que são nada menos que membros dos Thunderbolts como análogos de Miss Marvel (Rocha Lunar), Wolverine (Daken), Homem-Aranha (Venom) e Gavião Arqueiro (Mercenário). Norman Osborn usava uma armadura de ferro com a estrela do uniforme do Capitão América e chamava a si mesmo de Patriota de Ferro. Juntamente com esses caras, mais o Sentinela Robert Reynolds e Loki, Osborn convoca uma reunião com o Doutor Destino e pede apoio para invadirem Asgard, que está localizada na Terra, acima de Oklahoma para ser mais exata. Tony Stark está muito doente e está sendo cuidado por Maria Hill e pelo doutor Donald Blake, que é o alter ego de Thor.

Imagem MLC
   Norman com seu lado Duende Verde mais aflorado estava querendo uma briga de qualquer maneira, e Loki manipulou sua mente a pensar de maneira que, caso o governo não consentisse o ataque a Asgard, com a motivação certa, não poderiam ser detidos. E foi o que eles fizeram: arrumaram um catalizador. E não foi algo legal, foi tão cruel quanto a explosão da escola em Guerra Civil, e mesmo assim, o governo não aprovou o ataque a Asgard. O problema maior, é que eles tinham conseguido aliados usando de má fé, e muitos até então amigos dos asgardianos se tornaram inimigos, e uma dura batalha foi travada. Deixando a identidade humana de lado, Thor se junta à batalha enquanto Hill vai para um lugar mais seguro com um Stark ainda em recuperação.

    As coisas continuaram cada vez piores, e outra pessoa há muito sumida resolve dar o ar da graça: Capitão América, e ele recruta os antigos e verdadeiros Vingadores e até mesmo alguns novatos foram recrutados para se juntar aos asgardianos. A batalha continua cada vez mais dura, muitas baixas acontecem, Maria Hill consegue falar diretamente com a Casa Branca e recebe informações importantes sobre a batalha, sobre a condição de Osborn e tudo fica cada vez mais difícil. Homem de Ferro recebe a ajuda de um Vingador novato e tem sua armadura de volta e também se junta ao grupo de apoio aos asgardianos com o aval da Casa Branca, e o presidente quer apenas uma coisa: a prisão de Norman Osborn.

Imagem MLC
    Só que as coisas pioram muito quando Osborn já sem a armadura – pois o Homem de Ferro desativou a mesma – pede penico chamando como backup, seus outros aliados. Aí o pau come! Muita briga, muita morte, muito sangue, muita coisa horrorosa que ninguém tinha previsto. E uma surpresa: Norman no desespero dá seu último golpe: ele chama pelo Sentinela – que já tinha feito seu estrago – só que agora ele quer o descontrole total deste. E então, acontece uma das piores cenas que eu já vi em uma HQ. Deu até um apertozinho no coração vendo aquilo. Aí você me pergunta: e o Loki? Ele foi o cara que planejou o desabamento do barraco e ficou sentadinho assistindo tudo? E eu te respondo: não!

    Loki tem uma sequência extremamente importante nas últimas páginas dessa trama que nos leva a pensar em quem realmente ele é. A lealdade dele vai até onde? Ele realmente está disposto a tudo pelo poder? Entendi onde o autor quis me levar, mas, confesso que até chegar lá, fiquei com mais perguntas do que com respostas. Não é à toa que Loki é o vilão preferido de muita gente. Acho que do universo Marvel ele é meu favorito também. Ao menos é o único que me vem a memória no momento, rs. E eu achei incrível o que aconteceu com ele aqui. Sabe aquele esquema de que cada ação gera uma reação? Mais ou menos isso. Ele queria uma guerra e teve, porém, as consequências também vieram e não foram poucas.

Imagem MLC
   Após tudo ter um fim algumas decisões foram tomadas, o governo se posicionou de maneira maravilhosa, fazendo com que eu me sentisse finalmente feliz após ler uma HQ, pois, o final de O Velho Logan (RESENHA) acabou comigo, o final de Thunderbolts (RESENHA) também não teve o mais feliz dos finais, Invasão Secreta (RESENHA), nem me fale, mas, essa finalmente, deu fim àquele tormento todo pós-Guerra Civil e cada herói teve finalmente seu merecido descanso. Por enquanto, rs.

    Concordo totalmente com o diretor de publicações da Panini, Marco M. Lupoi, que disse que O Cerco representa o fim de uma era caótica. Digamos que seja a conclusão para a saga que começou lá em Vingadores: A Queda. As palavras exatas dele são: “Como diz o ditado, sempre fica mais escuro antes do amanhecer. Este foi o caso com o Universo Marvel. O Cerco representa o fim de uma era caótica. É um chamado de reunião para a comunidade super-humana alquebrada e marginalizada, o ponto em que heróis deixam de lado suas diferenças que os mantiveram afastados nos últimos anos e se unem mais uma vez para tornar o mundo um lugar melhor.”

Imagem MLC
    As cores como sempre fazem toda a diferença, com tons terrosos durante as batalhas no chão e um azul triste quando vai para o ar. Nos quadrinhos onde eram apresentados os membros da Casa Branca, víamos sempre quadros escuros, as pessoas sombreadas mostrando para o leitor o quão estranho e sombrio estava tudo e como as coisas não se encaixavam, sensação total de deslocamento. Até mesmo na capa vemos esse tom de azul triste e cinza, em contraste, as últimas páginas já mostraram planos mais claros em amarelo e dourado, como se falasse que aquela fase ruim acabou, que tudo voltaria ao normal. Enfim, posso dizer que senti que a missão foi cumprida, rs. Brian Michael Bendis criou um roteiro incrível que se fosse para o cinema seria incrível, e as ilustrações de Olivier Coipel estão demais. Confusas e claras, do jeito que a gente gosta, rs.

Imagem MLC
    Gente, que resenha imensa, mal aê! Vou encerrando já pra não aumentar mais o texto!

O Cerco (Siege), Brian Michael Bendis & Michael Coipel. Editora Salvat. Se você começou a chorar lá em Guerra Civil e seguiu chorando, chegou o momento de parar de chorar. Recomendadíssimo!


Ficando por aqui, gentemmm...

Beijoooo ^.~





terça-feira, 9 de abril de 2019

{{BEDA - Post 9}} - Dois Filmes Inspirados em Livros (E um deles você não sabia!)

     Oieee leitores, tudo de boa com vocês?

Passando hoje para indicar dois filmes que foram inspirados em livros que eu assisti nos últimos tempos, e gostei muito de ambos. Nem vou me enrolar por aqui.

    Bora lá?

  • My Week With Marilyn (Sete Dias Com Marilyn)
SINOPSE: Em 1956, Colin Clark, um jovem inglês de 23 anos de idade, conseguiu um emprego como terceiro assistente de direção no set de O Príncipe Encantado. O filme tinha como atriz principal o maior símbolo sexual de Hollywood, Marilyn Monroe. Por toda uma gloriosa semana, a maior estrela do planeta buscou conforto nos braços do empregado mais jovem  do set. Minha Semana com Marilyn é o relato franco, doce e engraçado de como Colin Clark passou a partilhar os segredos de Marilyn Monroe - e até a cama dela! O livro de origem ao filme My Week With Marilyn (Sete Dias Com Marilyn).

Minha Semana Com Marilyn
Imagem da internet

Lançamento: 27 de abril de 2012 - 1h 42min.
Direção: Simon Curtis.
Elenco: Michelle Williams, Eddie Redmayne, Kenneth Branagh, Judi Dench, Dougray Scott, Emma Watson, Dominic Cooper.
Gênero: Biografia, Drama.
Nacionalidade: Reino Unido, Estados Unidos.


     Este filme foi inspirado nas memórias de Clark, pois, 40 anos mais tarde, foi publicado o diário de Miller (o então marido da estrela) que recebeu o título The Prince, The Showgirl and Me (O Príncipe, a Vedete e Eu), porém, faltava uma semana nesse diário, as páginas simplesmente desapareceram. Mais tarde, essas páginas desaparecidas foram publicadas com o título My Week With Marilyn (Minha Semana Com Marilyn). Afinal, essa semana, Miller voltou para os EUA e Colin se tornou próximo a Marilyn, mostrando a ela como a vida pode ser mais leve longe dos holofotes e da pressão do trabalho, enquanto a leva em lugares importantes e históricos da Inglaterra. 

    Eu particularmente gostei muito do filme, Michelle Williams está fantástica, meu zoiudinho lindo Dominic Cooper me conquistou de novo, Emma Watson, Eddie Redmayne e Kenneth Banagh são três figurinhas conhecidas no universo mágico de JK Rowling, afinal, Emma foi nossa inesquecível Hermione, enquanto Banagh foi o insuportável Professor Lockhart. Redmayne está arrasando no papel de Newt de Animais Fantásticos. 


Imagem relacionada
Imagem da internet

     Eu não conhecia a atriz Michelle Williams antes de assistir esse filme, já tinha visto em 2011, e e esse ano tive a chance de assistir novamente e me encantei com o carinho de Colin para com Marilyn, e após assistir esse filme eu parei para pesquisar mais sobre o ícone da cultura pop Marilyn Monroe e fiquei triste com sua história de vida. Era tão infeliz, coitada! Mas, uma mulher admirável!

Você compra o livro Minha Semana com Marilyn na Saraiva clicando AQUI e está por um ótimo valor. 

SINOPSE DO FILME: No verão de 1956, o jovem Colin Clark (Eddie Redmayne), vindo de Oxford em busca de sucesso na indústria do cinema, trabalhou como assistente no set de filmagem de O Príncipe Encantado. Esta produção reunia duas grandes estrelas, Sir Laurece Olivier (Kenneth Branagh) e Marilyn Monroe (Michelle Williams), que estava nesta época em lua-de-mel com seu novo marido, o dramaturgo Arthur Miller (Dougray Scott).





  • Mary Shelley

SINOPSE: Aos 18 anos, Mary Shelley escreveu Frankenstein, obra prima da literatura ocidental que fascinou a posteridade literária e cinematográfica. É na sombra do lendário monstro que Cathy Bernheim revela a vida aribulada da autora, desmistificando o retrato de esposa tímida inspirada somente pela genialidade de Percy B. Shelley. Da fuga do lar paterno ao périplo pela Itália e à génese e recepção de Frankenstein, Mary Shelley cruza a biografia e a obra de uma escritora tão frágil como fulgurante. Mary Shelley soube metamorfosear os espectros hediondos da sua trágica vida e da sua época, gradualmente transformada pela evolução geral das ciências, na figura atroz que povoa um mundo onde, à semelhança do nosso, o bem muitas vezes é apenas uma máscara do mal.

Resultado de imagem para mary shelley biografia
Imagem da internet
Lançamento: Janeiro de 2019 - Netflix - 2h.
Direção: Haifaa Al Mansour.
Elenco: Elle Fanning, Douglas Booth, Tom Sturridge, Bel Powley, Stephen Dillane, Joanne, Froggatte, Masie Williams e Ben Hardy.
Gêneros: Drama, Histórico.
Nacionalidades: Reino Unido, Irlanda, Luxemburgo.

   Esse filme é meio esquisito, confesso, hahahah. Eu li um tempo atrás e já fiz a resenha aqui no blog (AQUI) e já disse e repito que se depender de mim, nunca mais pretendo ler novamente, pois fiquei com nojo. A autora descreve detalhadamente, como Victor Frankenstein criou seu monstro e as consequências disso, de brincar de Deus. No filme, vemos uma menina sofrida, que tentava escrever e não tinha apoio nenhum de ninguém, nem mesmo da sociedade que não aceitava o fato de uma mulher escrever.

    O filme deixa bem claro que Mary se inspirou em seu companheiro - Shelley - para criar a sua obra-prima, pois, a cada dificuldade enfrentada, ela usava suas mágoas e paixões e colocava tudo em sua escrita. No elenco tem a participação de Masie Williams como uma amiga que  Mary faz na Escócia, e a família dela é responsável por apresentar Shelley para ela, interpretado por Douglas Booth. Acho ele gatinho, mas sem sal, não vou muito com a cara dele, não. Nem da Masie Williams, mal aê para quem gosta. Bel Powley tem um papel bem interessante como a irmã de Mary e o arco dela é bem interessante.

Resultado de imagem para mary shelley filme
Imagem da internet
     É um filme bem interessante, Elle Fanning está fantástica, como uma jovem moça desmotivada e sofrida, era ofuscada pelo legado de seus pais, porém, sofria com o fato de ter uma madrasta que lhe odiava e difamava a memória de sua mãe. A interpretação dela é ótima, bem diferente de tudo o que já vi, ela é bem sombria, taciturna e mantém um olhar marcante, um rosto fechado com poucos sorrisos e muitos diálogos fortes.


Imagem relacionada
Imagem da internet
    Você compra Mary Shelley - Uma Biografia  da autora de Frankenstein, escrito por Cathy Bernheim AQUI o livro na Livraria Cultura, e o preço está absurdamente caro, mas, se você curte esse tipo de leitura, vai fundo, Pequeno Gafanhoto!

SINOPSE DO FILME: Frankenstein ou O Prometeu Moderno, mais conhecido simplesmente por Frankenstein, é um romance de terror gótico com inspirações do movimento romântico, de autoria de Mary Shelley, escritora britânica nascida em Londres. é considerada a primeira obra de ficção cientifica da história.
Filme de época baseado na história verídica de Mary Wollstonecraft Godwin, mais conhecida como Mary Shelley, e na sua relação com o poeta romântico Percy Bysshe Shelley. 




    Então era isso, pessoas!
Até mais, beijooooo! ^.~

segunda-feira, 8 de abril de 2019

{{BEDA - Post #8}} - Conto: Crônicas de Amor e Música - RM Cordeiro


Olááááá enfermeiraaa!!!

Imagem da internet
     Tudo de boa, povo? No ano passado, passei por um perrengue junto com outras amigas: o luto. Minha amiga querida Thamy Silvia descansou, e deixou muita tristeza e saudade em nossos corações. Após essa irreparável perda, a autora RM Cordeiro resolveu tirar do papel um projeto que foi idealizado juntamente com a Thamy e trouxe para nós as Crônicas de Amor e Música, um pequeno livro com alguns textos escritos pela autora em um blog (Papel Papel) onde ela nos brindava com suas aspirações de seu acervo pessoal, e resolveu colocar todas essas belezuras juntas para nos presentear e assim, honrar a memória da Thamy.

Imagem MLC
     São 27 crônicas todas com música envolvida, porém, não são histórias de amor romântico, como sugere o título, porém, são reflexões sobre a vida, dramas, superação, tudo regado a música. O estilo musical da autora é bem eclético, uma vez que encontramos desde Zezé di Camargo & Luciano até Legião Urbana. Ainda não sei como, mas... Hahahaha...

Imagem MLC
     Deixo registrado a minha preferência pela crônica Desejos de Vida Nova, onde a autora nos remete a um pensamento sobre ciclos de vida, onde temos muitos últimos e muitos primeiros. E a trilha sonora é uma de minhas músicas preferidas – Amor Pra Recomeçar, do Frejat.

Só faltou mesmo alguma crônica com Evidências, música que já é embutida no DNA do brasileiro quando este é concebido, rs.



Playlist (Clique nos títulos para ir direto nas músicas no YouTube):


     No dia 04/04 fez um ano que perdemos a Thamy, mas, ela sempre estará em nossos corações. A dor ficou suportável, mas, a saudade, essa ficará aqui. 

Enfim, essa foi a dica de hoje, galera, espero que gostem! Quanto ao meu "Olá, enfermeira", a geração atual realmente não conhece, confirmei isso com meus sobrinhos, hahahah.



Crônicas de Amor e Música – RM Cordeiro
Publicação: Independente
Páginas: 86
Compre o eBook na Amazon, preço bom e de grátis no Kindle Ulimited.

Recomendadíssimo!!!

domingo, 7 de abril de 2019

{{BEDA - Post #7}} - Turistando: Fama - MG


     Olááááááá leitores, tudo de boa?

    Assim como eu sempre digo, MLC não traz apenas apenas literatura, mas também gastronomia e destinos de viagem, rs. E hoje eu trouxe uma dica de um lugar lindo, fofo e maravilhoso para uma viagem de descanso. 

     Bora lá?

Imagem MLC
    Para quem quer aproveitar para viajar em um feriado, mas, não sabe muito bem para onde ir, fica aqui uma ótima dica: Fama, conhecem? Não? Vou apresentar aqui, então. Conhece? Ótimo! Vem passear comigo por aqui! Lugar calmo, pacífico, o meio certinho entre a cidade e a calmaria do interior. Fama é interior, claro, mas, vocês me entenderam, rs.

Imagem MLC
      Fama é um município do estado de Minas Gerais com a população atual de quase 4000 habitantes de acordo com os moradores da cidade. Vizinha da cidade universitária de Alfenas, Fama é um ótimo lugar para se viver. Os nascidos em Fama não são famosos nem famintos, rs, são famenses. E o nome da cidade é de origem curiosa: quando os exploradores de pedras preciosas voltavam de viagem, passavam pelo local que era completamente desabitado. Como precisavam sempre parar nessa região, diziam que paravam na “Vila da Fome”, pois, não havia uma casa sequer que pudesse alimentá-los. Com o tempo, algumas pessoas foram construindo, porém, mantiveram o nome de Vila da Fome por muito tempo. Com o passar dos anos, já não tinha mais cabimento manter esse nome, então, mudaram apenas as vogais, e de Vila da Fome, virou Vila da Fama, e com o crescimento da vila, o “Vila” também foi retirado, restando apenas o “Fama”. Legal, né?



Imagem MLC
      A cidade possui belas paisagens e é um ótimo local para descanso. Aposentados e pais que querem uma opção para criar os filhos tranquilamente, esse é o canal. Infelizmente, com os longos períodos de seca, o grande rio que banha a cidade está cada vez mais seco. As balsas que atravessavam em linha reta, atualmente precisam contornar na diagonal para não ficarem presas em bancos de areia na metade do rio. Porém, mesmo com essa dificuldade, os famenses não se deixam desanimar: os pescadores ainda fazem festas às margens do grande rio. Minha mãe uma vez por ano vai a Fama visitar uma amiga, e sempre passa horas a fio pescando. Para quem não gosta de pescar, ainda tem a opção de usar lancha, barco, jet-ski ou até mesmo nadar nas margens.

Imagem MLC
     A pequena cidade é toda de paralelepípedo, com estilo mais antiga, porém, não é uma cidade tão velha assim, os famenses são pessoas muito receptivas para os turistas. Com pousadas e restaurantes a beira do grande rio, Fama nos mostra o melhor de Minas Gerais. Não é um local de grandes prédios, ao contrário, tudo parece ser bem pequeno e rústico. Cartório e Tabelionato parecem casas de família, muitos comércios são casas também, e todo mundo se conhece. Estive em Fama duas vezes com três anos de diferença, e teve gente que eu conheci quando estive lá na primeira vez que me reconheceu quando voltei.

Imagem MLC
      A igreja matriz de Fama é muito bonitinha e pequena, a arquitetura é simples e por dentro também é bem natural, não possui as grandes imagens ou afrescos, nem vitrais coloridos, mas, tudo com muito esmero. A Paróquia de Sagrado Coração de Jesus fica de frente com a praça da cidade (onde você dá uns dez passos e atravessa ela toda, rs) e a pracinha é de frente para o grande rio. Da escadaria da igreja, se vê o rio, na parte de trás da praça, tem um caminho que dá para as margens do rio, porém, no alto, uns bons dez metros, ou seja, antes talvez desse para pular de lá direto no rio, hoje pular de lá dá na terra seca e rende uns bons ossos quebrados ou até pior. Isso eu achei complicado, pois, apenas um portãozinho de um metro de altura ou menos que separa a praça desse “pontilhão” por assim dizer, não é fechado. Uma pessoa bêbada que não está com suas plenas faculdades mentais, pode cair ali e só ser encontrado horas mais tarde. Ao lado da matriz, uma barraquinha feita de bambu nos oferece um açaí delicioso e um ótimo sorvete de cappuccino. Huuuummm...

Imagem MLC
     Quanto a hospedagem, não se encontram hotéis por aqui, mas, pousadas com piscinas, restaurantes, tudo de muito bom gosto. Não sei dizer se os preços são de bom gosto ou não, pois, fico na casa da amiga da minha mãe, mas, posso garantir que as vistas dos quartos são maravilhosas. Essa é a grande vantagem de se ter amigos, gente. Eu já viajei por alguns estados, e tirando a parte onde eu morei e trabalhei no RS, os estados que eu visitei, nunca precisei pagar hospedagem, sempre fico na casa dos outros, rs. O que não me isenta de não dar uma força pros amigos, afinal, comer e tomar banho nas costas 'dos otro' não rola, né? Laços sempre fortalecendo, rs.

Imagem MLC
     Todas as casas praticamente possuem espaço para jardim, algumas delas até hortinha, então podemos notar um espaço bem verde e arborizado, algumas ruas possuem árvores plantadas em toda a extensão da calçada. É um povo animado, acolhedor e simples, mas, todos têm muito bom gosto. Com relação ao trabalho, fica um pouco mais complicado, pois, por ser uma cidadezinha pequena, Fama não possui um comércio variado com grandes indústrias, muita gente lá vive da agricultura e outros do turismo. A maioria da população trabalha nas cidades vizinhas: Alfenas, Varginha, Paraguaçu e alguns até em Muzambinho, há mais ou menos 100 km de distância de Fama. Falando em Alfenas, lá possui um mercadão onde se encontra de tudo! Nas duas vezes em que estive em Fama, dei um pulinho no mercadão de Alfenas para comprar queijos, doces, goiabada, bala embrulhada na palha... Paraíso aquele lugar, rs! 

Imagem MLC
   Como ando de ônibus, a viagem é cansativa, porém, nem tão longa. Seis horas da rodoviária do Tietê até a rodoviária de Alfenas. Vinte minutos de Alfenas a Fama. Mais três horas de casa até o Tietê, pois, tenho que pegar ônibus e metrô, né? Mas, como eu durmo na viagem, é tranquilo. Se você for como eu, que leva um monte de coisas de volta, quer seja encomenda ou não, recomendo levar bolsa térmica para os queijos e doces, coloque a bolsa dentro da mala, e tá tudo de boa! Agora, se não der para colocar a bolsa térmica dentro da mala, tudo bem também, é um peso a mais, mas, vale super a pena! E gente, da última vez que estive lá, eu trouxe uma geleia artesanal de abacaxi com pimenta que é maravilhosa! Se assim como eu, você gosta de coisas exóticas, essa é uma ótima pedida, vale super a pena!


Imagem MLC
 Então fica aí a minha dica de viagem. Como sempre digo, MLC não é só leitura, mas, também gastronomia, cidadania e cultura, rs.


Imagem MLC
Beijooooo ^.~

Imagem MLC





sábado, 6 de abril de 2019

{{BEDA - Post #6}} Citações: A Mais Pura Verdade - Dan Gemeinhart


     Oie gentemmm...


Trazendo hoje algumas citações do livro A Mais Pura Verdade (RESENHA) de Dan Gemeinhart.
Bora lá?

Imagem da internet

“Mesmo a muitos quilômetros de distância, um amigo ainda pode segurar sua mão e estar ao seu lado.”


“A vida é um saco. Essa é a mais pura verdade. Mais uma coisa que eu não entendo: por que todo mundo sempre tenta fingir o que não é?”


“Mentir para pessoas boas dá uma sensação ruim.”


“Às vezes, chorar é mais fácil quando alguém chora com você. Mas outras vezes só torna a situação ainda pior.”


“Como ajudar, quando ajudar e ferir são a mesma coisa?”


“Viver com medo não é jeito de viver.”


Então, era isso!

Beijos + Abraços + Bombons...



sexta-feira, 5 de abril de 2019

{{BEDA - Post # 5}} BOOKTAG: Liga da Justiça

     Olááááá leitores!!!!
Tudo bem com vocês?
Passando hoje para trazer uma BookTAG muito da hora que eu encontrei no blog Literalmente Uai e resolvi fazer também. O blog é bem da hora, com bastante conteúdo diferenciado. 


Imagem da internet



    A TAG consiste em assimilar os personagens da Liga com livros, bora lá?

***Todas as imagens foram retiradas da internet.


1. Batman: Um livro sobre pessoas ricas:

Imagem da internet
Gente, não lembro... Ah, claro que lembro: O Grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald. Gente, fazia anos que eu lia sobre, via filmes com mulheres vestidas de Daisy Buchanan e tals, não tinha curiosidade para ler ou assistir, aí um dia eu passei pela Nobel e não tinha nada interessante, então eu vi esse livro lá por um precinho da hora, e... comi o livro! Que livro, meus amigos, que livro! Um clássico sobre a futilidade da alta sociedade americana e suas consequências... Vale a pena!

2. Mulher-Maravilha: Um livro cheio de verdades:

Imagem da internet
Fico com o drama Dançando Sobre Cacos de Vidro pelo motivo de os problemas de saúde dos protagonistas terem sido descritos com veracidade principalmente por que a autora - Ka Hancock -  trabalha na área e soube exatamente como descrever não somente sobre as doenças, mas, sobre os comportamentos dos pacientes. Eu amo muito esse livro!

3. Aquaman: Um livro em que a água é importante:

Imagem da internet
Poderia falar de um monte de livros de sereias, pois para nós sereias, rs, a água é importante, mas, vou falar especificamente de A Sereia da Kiera Cass, onde a Água é extremamente importante, ela tem vida, fala, pensa e escolhe (aleatoriamente, mas escolhe, rs) as moças que a servirão por cem anos. Me simpatizei com a Água apesar de ela ter me deixado com raiva dela e depois me deixou bem de novo. Leiam e depois pensem bem se isso não é fato nesse livro? Hahahahha...

4. Cyborg: Um livro com robôs:

Imagem da internet
 Gente, vocês já leram A Invenção de Hugo Cabret? Não é um livro sobre robôs, mas, o protagonista tem toda uma história com o pai e um autômato... Super legal!

5. Flash: Um livro que você leu rápido demais:


Imagem da internet
Ah, tem vários, né gente! Eu li muito rápido o livro Mortalha da Lamentação do Tommy Donbavand. Eu levei muitos anos para conseguir, sempre que eu tentava comprar não rolava, até que minha amiga Aninha me deu de presente, mas ainda levei um tempão para ler, porém, quando peguei, foram dois dias. Além de Mortalha, eu li rapidinho Os 13 Porquês (em um domingo); O Grande Gatsby (dois dias); A Imperatriz dos Etéreos (dois dias);  Como Chegamos Até Aqui? (sete horas); Crepúsculo (quinze horas), e... Acho que só esses, hahahah. Ao menos eu me lembro apenas desses no momento.

6. Superman: Um livro que você passou muito tempo esperando aparecer:

Imagem da internet

Sempre fico ansiosa por cada livro do tio Rick. Acho que o caso de maior ansiedade para mim foi esperar pelo último livro da saga Heróis do Olimpo (O Sangue do Olimpo) e o último da trilogia Magnus Chase e os Deuses de Asgard (O Navio dos Mortos).

E aí, o que acharam? Eu curti pra caramba, deixo a vontade quem quiser responder, só me marquem e deem os créditos para o Literalmente Uai, ok?

    Meu, se emocionem com essa imagem que me emocionou por emocionar o Batman, rs.

Imagem da internet
     E riam com esse diálogo entre o Batman e o Coringa, eu ri muito, hahahahaha!


Imagem da internet


Então era isso, pessoas. Amanhã tem mais! Beijooooo! :)

Imagem da internet

     Aaaaaaaahhhhhh!!!! Falando em Liga da Justiça, vocês viram o trailer de Coringa? Não? Gente, não tinha ninguém melhor para protagonizar esse filme que o Joaquin Phoenix, amo aquele cara! Clica aqui embaixo, e se delicie com o trailer!




Próxima Página Home
Layout criado por