domingo, 14 de abril de 2019

{{BEDA - Post #14}} Citações #6: Querido John - Nicholas Sparks

    Oiiieeeeeee.....

Anda pensando em Querido John, eu trouxe algumas citações desse livro lindo que está em meu Top 3 de Nicholas Sparks.

Resultado de imagem para querido john
Imagem da internet
   Bora lá?

"...a chave para a felicidade é ter sonhos realizáveis, e os dela não eram nada fora do comum." - pg. 11.

"...aprendi que as memórias podem ter uma presença física, quase viva..." pg. 12.

"Acredite, não sou romântico. Embora já tenha ouvido um amor à primeira vista, nunca acreditei nisso, e ainda não acredito. Mesmo assim, havia algo ali, real e reconhecível, e eu não consegua desviar o olhar." pg. 36

"...bons professores são inestimáveis. Eles inspiram e entretêm, e você acaba aprendendo muita coisa mesmo sem se dar conta disso." pg. 76

"Segundo meu pai, quando você está em dificuldades, olhe as pessoas ao redor e verá que todas parece estão sofrendo por algo e, para cada uma delas, a situação parece tão difícil como a que você está passando." pg. 77

"A diferença entre Asperger e autismo pode ser resumido do seguinte modo: uma pessoa com autismo vive em seu próprio mundo, enquanto uma pessoa com Asperger vive no nosso mundo, do modo que ela escolheu. Por esse critério, seria possível dizer que a maioria das pessoas tinha Asperger." pg. 133

"É estranho como o conhecimento muda nossa percepção." pg. 134

"Isso me feriu, mas não tenho certeza se ela percebeu como soou. A raiva , às vezes, torna isso impossível, como eu bem sabia." pg. 173

"Embora soubesse que ela me amava e se importava comigo, de repente entendi que, às vezes, nem mesmo amor e carinho são suficientes. Eles eram os tijolos de concreto do nosso relacionamento, mas também eram instáveis sem a argamassa do tempo compartilhado, do tempo sem a ameaça da separação iminente que pairava sobre nós." pg. 180

"- É verdade, pai. Desculpe por todas as coisas horríveis que fiz você passar, e desculpe por não ter estado presente o suficiente. Você é a melhor pessoa que já conheci. Você é o único que nunca teve raiva de mim, você nunca me julgou e, ao seu modo, ensinou-me mais sobre a vida do que qualquer filho poderia querer. Sinto muito por não poder estar presente agora, e me odeio por fazer isto com você. Mas estou com medo, pai. Eu não sei o que fazer.
- Ok.
- Eu te amo, papai.
- Também amo você, John.
[...]
Foi a última vez que o vi com vida" pg. 209

"...Mais do que isso, entendi que Savannah sempre vai te amar. Fique com o coração partido, mas sabe de uma coisa? Ainda estou apaixonado por ela, e só quero que ela seja feliz na vida. Quero isso mais do que tudo. É tudo que sempre quis para ela." pg. 268

"Por mais que te ame, não estou disposto a romper um casamento por causa disso. E, no fundo, acho que você também não. Mesmo que você me ame, você o ama também. Demorei um pouco para perceber isso, mas agora tenho certeza." pg. 271

"Eu te amo, Savannah, e sempre vou te amar, murmurei. Você é a melhor coisa que já me aconteceu. Você foi minha melhor amiga e minha amante, e não me arrependo de um só momento. Você me fez sentir vivo de novo, e, acima de tudo, você resgatou meu pai. Nunca vou esquecer isso. Você sempre será a melhor parte de mim. Sinto que tenha de ser assim, mas tenho que partir, e você tem que ver seu marido.
[...]
Eu também te amo, John." pg. 272

"Em qualquer casamento, só há espaço para duas pessoas." pg. 276

"...o amor significava pensar mais na felicidade da outra pessoa do que na própria, não importando quão dolorosa seja sua escolha." pg. 277



sábado, 13 de abril de 2019

{{BEDA - Post #13}} Receita Literária: Biscoitos de Pasta de Amendoim - Querido John

     Oieeeeee...
Tudo de boa com vocês?

    Bom, vocês sabem que além de resenhar eu adoro me aventurar na cozinha, e seguindo o exemplo da minha amiga querida Joyce do blog Pedagoga Literária que sempre traz receitinhas de livros, resolvi adaptar isso também, e hoje eu trouxe uma receitinha deliciosa e rápida.

    Eu amo pasta de amendoim, mas, agora estou em uma dieta restrita e terei de ficar um bom tempo sem consumir isso, então, ficarei só na lembrança daqueles bons momentos, hahahaha. E no mês passado eu reli Querido John e em determinado ponto do livro, John afirma que seu pai fez biscoto de pasta de amendoim, então... enfim, chega de papo furado, né?

    Bora lá?


Imagem MLC



Ingredientes

  • 1 xícara de manteiga de amendoim
  • 1 xícara de açúcar demerara
  • 1 ovo
Opcionais (eu não usei):
  • Flor de sal para salpicar por cima dos biscoitos
  • 1/2 xícara gotas de chocolate

Modo de Preparo

Pré-aqueça até 180° C. Forre duas assadeiras com papel manteiga.
Bata o ovo com um batedor em uma tigela média. Adicione a manteiga de amendoim e açúcar e bata até que esteja totalmente incorporado. Se usar as gotas de chocolate opcionais essa é a hora de incorporar.
Faça porções com colher de sopa em espaçando cerca de 1cm de distância na assadeira. Pressione levemente com o garfo, fazendo um padrão de jogo da velha (também não fiz isso).
Se optar pelo o sal, salpique em cima dos cookies.
Na metade do tempo, gire a assadeira no forno o tempo total é de 10-12 minutos. 

Esses biscoitinhos podem ser armazenados por até três ou quatro dias se guardado em recipiente fechado e em temperatura ambiente.

Fica delicioso! Detalhe que eu sou alérgica a manteiga - manteiga mesmo, não margarina -, então,  é até da hora eu falar que como manteiga... manteiga de amendoim, verdade, mas...

Espero que tenham gostado da dica, gentemmm!

Beijoooo ^.~


sexta-feira, 12 de abril de 2019

{{BEDA - Post #12}} Stone Song - Caio Fernando Abreu

    Oie gentemmm...
Faz tempo que eu não trago um poema aqui, né? Então, eu achei esse lindo do Caio Fernando Abreu e eu quis compartilhar com vocês aqui no meu cantinho. 

    Bora lá?

Stone Song

Eu gosto de olhar as pedras

que nunca saem dali.

Não desejam nem almejam

ser jamais o que não são:

O ser das pedras que vejo

é só ser, completamente.

Eu quero ser como as pedras

que nunca saem dali.

Mesmo que a pedra não voe,

quem saberá de seus sonhos?

Os sonhos não são desejos,

os sonhos sabem ser sonhos.

Eu quero ser como as pedras

e nunca sair daqui.

Sempre estar, completamente,

onde estiver o meu ser.

(Porto Alegre, 1996)


Imagem da internet

quinta-feira, 11 de abril de 2019

{{BEDA - Post #11}} Book TAG: Acima de Tudo



Oie, gentemmm, tudo de boa?

Primeiro de tudo, vou fazer um teste. Esse tempo todo, tenho usado a fonte Times para as postagens, e hoje vou usar a fonte Arial. O que vocês preferem?

Segundo de tudo, estou passando hoje para realizar a Book TAG com os personagens do livro Acima de Tudo, da autora Vânia Lara, vocês já conhecem? Já respondi no Instagram essa TAG e resolvi trazer pra cá também. A Vânia é parceira do blog e é um amor de pessoa, gente! Conheçam ela!

Acima de tudo por [Lara, Vânia]
Imagem Amazon

Se não conhecem o livro Acima de Tudo, sugiro que leiam, é uma ótima opção.

     Bora lá, então?.

📖 Evelyn - Um livro que você não compreendeu no início mas foi se apaixonando a medida que lia:

Cadê o Meu Final Feliz? da minha amiga querida, autora RM Cordeiro. Eu desconfiei do que acontecia, mas fiquei confusa e depois me encontrei de novo e vi que estava certa. Aí eu gostei, hahaha! Ainda estou devendo a resenha dele aqui, e me envergonho disso, rs.

📚 Jim - Um livro que te ensinou a amadurecer e perceber os verdadeiros valores:

O único livro que me ensina valores todos os dias é a Bíblia Sagrada. Digam o que quiserem, eu creio e pronto!

💕 Laura & Romeu - Um livro que tornou-se seu amigo do início ao fim da leitura:

O livro Sobreviventes do Caos da autora diva Bianca Gulim se tornou meu queridinho desde a primeira página, eletrizante, agoniante, maravilhoso e incrível. E pelo que tenho ouvido falar (da boca da própria autora, rs), esse ano tem finalmente a última parte! Max, te espero ansiosamente!

😍 Celeste - Um livro com personagem que aqueceu seu coração :

Ah, tem tantos! Mas acho que escolho o Ed de Sob o Olhar Grego da autora Bella Crestan . Ed é a pessoinha mais amada do mundo!

😟 Ricardo - Um personagem ou livro que você não gosta de jeito nenhum:

Eu odeio o Gale de Jogos Vorazes, odeio, odeio, odeio, O - D - E - I - O o Gale com todas as minhas forças, rs! Mas também posso colocar o francês de Sob o Olhar Grego, enquanto amo o Ed, DETESTO o francês, e a Bella sabe bem disso, rs.

E vocês, quais seriam suas respostas?

Você encontra o livro Acima de Tudo no site da Editora Coerência e em eBook na Amazon. Não perca a chance de ter uma ótima leitura!
.
.
Beijoooo, Vânia! 😍

quarta-feira, 10 de abril de 2019

{{BEDA - Post #10}} O Cerco – Brian Michael Bendis & Olivier Coipel


    Oiiiii, tudo de boa com vocês?

Trazendo hoje no BEDA MLC uma resenha de HQ que eu gostei muito de ler, e me deu aquele apertinho no peito após acabar a leitura.

Bora lá?

Imagem MLC
SINOPSE: O Universo Marvel caiu sob o controle de seus maiores supervilões. Depois dos eventos cataclísmicos de Invasão Secreta, Norman Osborn foi nomeado comandante do M.A.R.T.E.L.O., uma nova força internacional de manutenção da paz, que substituiu a S.H.I.E.L.D. No limite da insanidade, o ex-Duende Verde decide eliminar a última resistência a seus objetivos: a cidade celestial de Asgard.

     Estou chocada com essa HQ, não tenho palavra melhor para descrever. O Cerco acontece pós-Guerra Civil (RESENHA) durante a gestão de Norman Osborn no MARTELO, afinal, ele manipulou o governo matando uma rainha alienígena - em Invasão Secreta (RESENHA), e se tornou um tipo de herói. Mas, muita coisa desandou nesse meio tempo. As pessoas já voltaram a acreditar nos heróis, e algumas coisas mudaram para melhor enquanto outras pioraram muito. A trama começa com uma reunião de Osborn com os membros do MARTELO que ele quer transformar em Vingadores, e tentando remediar a situação, Norman decide oferecer aos cidadãos os Vingadores Sombrios – que são nada menos que membros dos Thunderbolts como análogos de Miss Marvel (Rocha Lunar), Wolverine (Daken), Homem-Aranha (Venom) e Gavião Arqueiro (Mercenário). Norman Osborn usava uma armadura de ferro com a estrela do uniforme do Capitão América e chamava a si mesmo de Patriota de Ferro. Juntamente com esses caras, mais o Sentinela Robert Reynolds e Loki, Osborn convoca uma reunião com o Doutor Destino e pede apoio para invadirem Asgard, que está localizada na Terra, acima de Oklahoma para ser mais exata. Tony Stark está muito doente e está sendo cuidado por Maria Hill e pelo doutor Donald Blake, que é o alter ego de Thor.

Imagem MLC
   Norman com seu lado Duende Verde mais aflorado estava querendo uma briga de qualquer maneira, e Loki manipulou sua mente a pensar de maneira que, caso o governo não consentisse o ataque a Asgard, com a motivação certa, não poderiam ser detidos. E foi o que eles fizeram: arrumaram um catalizador. E não foi algo legal, foi tão cruel quanto a explosão da escola em Guerra Civil, e mesmo assim, o governo não aprovou o ataque a Asgard. O problema maior, é que eles tinham conseguido aliados usando de má fé, e muitos até então amigos dos asgardianos se tornaram inimigos, e uma dura batalha foi travada. Deixando a identidade humana de lado, Thor se junta à batalha enquanto Hill vai para um lugar mais seguro com um Stark ainda em recuperação.

    As coisas continuaram cada vez piores, e outra pessoa há muito sumida resolve dar o ar da graça: Capitão América, e ele recruta os antigos e verdadeiros Vingadores e até mesmo alguns novatos foram recrutados para se juntar aos asgardianos. A batalha continua cada vez mais dura, muitas baixas acontecem, Maria Hill consegue falar diretamente com a Casa Branca e recebe informações importantes sobre a batalha, sobre a condição de Osborn e tudo fica cada vez mais difícil. Homem de Ferro recebe a ajuda de um Vingador novato e tem sua armadura de volta e também se junta ao grupo de apoio aos asgardianos com o aval da Casa Branca, e o presidente quer apenas uma coisa: a prisão de Norman Osborn.

Imagem MLC
    Só que as coisas pioram muito quando Osborn já sem a armadura – pois o Homem de Ferro desativou a mesma – pede penico chamando como backup, seus outros aliados. Aí o pau come! Muita briga, muita morte, muito sangue, muita coisa horrorosa que ninguém tinha previsto. E uma surpresa: Norman no desespero dá seu último golpe: ele chama pelo Sentinela – que já tinha feito seu estrago – só que agora ele quer o descontrole total deste. E então, acontece uma das piores cenas que eu já vi em uma HQ. Deu até um apertozinho no coração vendo aquilo. Aí você me pergunta: e o Loki? Ele foi o cara que planejou o desabamento do barraco e ficou sentadinho assistindo tudo? E eu te respondo: não!

    Loki tem uma sequência extremamente importante nas últimas páginas dessa trama que nos leva a pensar em quem realmente ele é. A lealdade dele vai até onde? Ele realmente está disposto a tudo pelo poder? Entendi onde o autor quis me levar, mas, confesso que até chegar lá, fiquei com mais perguntas do que com respostas. Não é à toa que Loki é o vilão preferido de muita gente. Acho que do universo Marvel ele é meu favorito também. Ao menos é o único que me vem a memória no momento, rs. E eu achei incrível o que aconteceu com ele aqui. Sabe aquele esquema de que cada ação gera uma reação? Mais ou menos isso. Ele queria uma guerra e teve, porém, as consequências também vieram e não foram poucas.

Imagem MLC
   Após tudo ter um fim algumas decisões foram tomadas, o governo se posicionou de maneira maravilhosa, fazendo com que eu me sentisse finalmente feliz após ler uma HQ, pois, o final de O Velho Logan (RESENHA) acabou comigo, o final de Thunderbolts (RESENHA) também não teve o mais feliz dos finais, Invasão Secreta (RESENHA), nem me fale, mas, essa finalmente, deu fim àquele tormento todo pós-Guerra Civil e cada herói teve finalmente seu merecido descanso. Por enquanto, rs.

    Concordo totalmente com o diretor de publicações da Panini, Marco M. Lupoi, que disse que O Cerco representa o fim de uma era caótica. Digamos que seja a conclusão para a saga que começou lá em Vingadores: A Queda. As palavras exatas dele são: “Como diz o ditado, sempre fica mais escuro antes do amanhecer. Este foi o caso com o Universo Marvel. O Cerco representa o fim de uma era caótica. É um chamado de reunião para a comunidade super-humana alquebrada e marginalizada, o ponto em que heróis deixam de lado suas diferenças que os mantiveram afastados nos últimos anos e se unem mais uma vez para tornar o mundo um lugar melhor.”

Imagem MLC
    As cores como sempre fazem toda a diferença, com tons terrosos durante as batalhas no chão e um azul triste quando vai para o ar. Nos quadrinhos onde eram apresentados os membros da Casa Branca, víamos sempre quadros escuros, as pessoas sombreadas mostrando para o leitor o quão estranho e sombrio estava tudo e como as coisas não se encaixavam, sensação total de deslocamento. Até mesmo na capa vemos esse tom de azul triste e cinza, em contraste, as últimas páginas já mostraram planos mais claros em amarelo e dourado, como se falasse que aquela fase ruim acabou, que tudo voltaria ao normal. Enfim, posso dizer que senti que a missão foi cumprida, rs. Brian Michael Bendis criou um roteiro incrível que se fosse para o cinema seria incrível, e as ilustrações de Olivier Coipel estão demais. Confusas e claras, do jeito que a gente gosta, rs.

Imagem MLC
    Gente, que resenha imensa, mal aê! Vou encerrando já pra não aumentar mais o texto!

O Cerco (Siege), Brian Michael Bendis & Michael Coipel. Editora Salvat. Se você começou a chorar lá em Guerra Civil e seguiu chorando, chegou o momento de parar de chorar. Recomendadíssimo!


Ficando por aqui, gentemmm...

Beijoooo ^.~





terça-feira, 9 de abril de 2019

{{BEDA - Post 9}} - Dois Filmes Inspirados em Livros (E um deles você não sabia!)

     Oieee leitores, tudo de boa com vocês?

Passando hoje para indicar dois filmes que foram inspirados em livros que eu assisti nos últimos tempos, e gostei muito de ambos. Nem vou me enrolar por aqui.

    Bora lá?

  • My Week With Marilyn (Sete Dias Com Marilyn)
SINOPSE: Em 1956, Colin Clark, um jovem inglês de 23 anos de idade, conseguiu um emprego como terceiro assistente de direção no set de O Príncipe Encantado. O filme tinha como atriz principal o maior símbolo sexual de Hollywood, Marilyn Monroe. Por toda uma gloriosa semana, a maior estrela do planeta buscou conforto nos braços do empregado mais jovem  do set. Minha Semana com Marilyn é o relato franco, doce e engraçado de como Colin Clark passou a partilhar os segredos de Marilyn Monroe - e até a cama dela! O livro de origem ao filme My Week With Marilyn (Sete Dias Com Marilyn).

Minha Semana Com Marilyn
Imagem da internet

Lançamento: 27 de abril de 2012 - 1h 42min.
Direção: Simon Curtis.
Elenco: Michelle Williams, Eddie Redmayne, Kenneth Branagh, Judi Dench, Dougray Scott, Emma Watson, Dominic Cooper.
Gênero: Biografia, Drama.
Nacionalidade: Reino Unido, Estados Unidos.


     Este filme foi inspirado nas memórias de Clark, pois, 40 anos mais tarde, foi publicado o diário de Miller (o então marido da estrela) que recebeu o título The Prince, The Showgirl and Me (O Príncipe, a Vedete e Eu), porém, faltava uma semana nesse diário, as páginas simplesmente desapareceram. Mais tarde, essas páginas desaparecidas foram publicadas com o título My Week With Marilyn (Minha Semana Com Marilyn). Afinal, essa semana, Miller voltou para os EUA e Colin se tornou próximo a Marilyn, mostrando a ela como a vida pode ser mais leve longe dos holofotes e da pressão do trabalho, enquanto a leva em lugares importantes e históricos da Inglaterra. 

    Eu particularmente gostei muito do filme, Michelle Williams está fantástica, meu zoiudinho lindo Dominic Cooper me conquistou de novo, Emma Watson, Eddie Redmayne e Kenneth Banagh são três figurinhas conhecidas no universo mágico de JK Rowling, afinal, Emma foi nossa inesquecível Hermione, enquanto Banagh foi o insuportável Professor Lockhart. Redmayne está arrasando no papel de Newt de Animais Fantásticos. 


Imagem relacionada
Imagem da internet

     Eu não conhecia a atriz Michelle Williams antes de assistir esse filme, já tinha visto em 2011, e e esse ano tive a chance de assistir novamente e me encantei com o carinho de Colin para com Marilyn, e após assistir esse filme eu parei para pesquisar mais sobre o ícone da cultura pop Marilyn Monroe e fiquei triste com sua história de vida. Era tão infeliz, coitada! Mas, uma mulher admirável!

Você compra o livro Minha Semana com Marilyn na Saraiva clicando AQUI e está por um ótimo valor. 

SINOPSE DO FILME: No verão de 1956, o jovem Colin Clark (Eddie Redmayne), vindo de Oxford em busca de sucesso na indústria do cinema, trabalhou como assistente no set de filmagem de O Príncipe Encantado. Esta produção reunia duas grandes estrelas, Sir Laurece Olivier (Kenneth Branagh) e Marilyn Monroe (Michelle Williams), que estava nesta época em lua-de-mel com seu novo marido, o dramaturgo Arthur Miller (Dougray Scott).





  • Mary Shelley

SINOPSE: Aos 18 anos, Mary Shelley escreveu Frankenstein, obra prima da literatura ocidental que fascinou a posteridade literária e cinematográfica. É na sombra do lendário monstro que Cathy Bernheim revela a vida aribulada da autora, desmistificando o retrato de esposa tímida inspirada somente pela genialidade de Percy B. Shelley. Da fuga do lar paterno ao périplo pela Itália e à génese e recepção de Frankenstein, Mary Shelley cruza a biografia e a obra de uma escritora tão frágil como fulgurante. Mary Shelley soube metamorfosear os espectros hediondos da sua trágica vida e da sua época, gradualmente transformada pela evolução geral das ciências, na figura atroz que povoa um mundo onde, à semelhança do nosso, o bem muitas vezes é apenas uma máscara do mal.

Resultado de imagem para mary shelley biografia
Imagem da internet
Lançamento: Janeiro de 2019 - Netflix - 2h.
Direção: Haifaa Al Mansour.
Elenco: Elle Fanning, Douglas Booth, Tom Sturridge, Bel Powley, Stephen Dillane, Joanne, Froggatte, Masie Williams e Ben Hardy.
Gêneros: Drama, Histórico.
Nacionalidades: Reino Unido, Irlanda, Luxemburgo.

   Esse filme é meio esquisito, confesso, hahahah. Eu li um tempo atrás e já fiz a resenha aqui no blog (AQUI) e já disse e repito que se depender de mim, nunca mais pretendo ler novamente, pois fiquei com nojo. A autora descreve detalhadamente, como Victor Frankenstein criou seu monstro e as consequências disso, de brincar de Deus. No filme, vemos uma menina sofrida, que tentava escrever e não tinha apoio nenhum de ninguém, nem mesmo da sociedade que não aceitava o fato de uma mulher escrever.

    O filme deixa bem claro que Mary se inspirou em seu companheiro - Shelley - para criar a sua obra-prima, pois, a cada dificuldade enfrentada, ela usava suas mágoas e paixões e colocava tudo em sua escrita. No elenco tem a participação de Masie Williams como uma amiga que  Mary faz na Escócia, e a família dela é responsável por apresentar Shelley para ela, interpretado por Douglas Booth. Acho ele gatinho, mas sem sal, não vou muito com a cara dele, não. Nem da Masie Williams, mal aê para quem gosta. Bel Powley tem um papel bem interessante como a irmã de Mary e o arco dela é bem interessante.

Resultado de imagem para mary shelley filme
Imagem da internet
     É um filme bem interessante, Elle Fanning está fantástica, como uma jovem moça desmotivada e sofrida, era ofuscada pelo legado de seus pais, porém, sofria com o fato de ter uma madrasta que lhe odiava e difamava a memória de sua mãe. A interpretação dela é ótima, bem diferente de tudo o que já vi, ela é bem sombria, taciturna e mantém um olhar marcante, um rosto fechado com poucos sorrisos e muitos diálogos fortes.


Imagem relacionada
Imagem da internet
    Você compra Mary Shelley - Uma Biografia  da autora de Frankenstein, escrito por Cathy Bernheim AQUI o livro na Livraria Cultura, e o preço está absurdamente caro, mas, se você curte esse tipo de leitura, vai fundo, Pequeno Gafanhoto!

SINOPSE DO FILME: Frankenstein ou O Prometeu Moderno, mais conhecido simplesmente por Frankenstein, é um romance de terror gótico com inspirações do movimento romântico, de autoria de Mary Shelley, escritora britânica nascida em Londres. é considerada a primeira obra de ficção cientifica da história.
Filme de época baseado na história verídica de Mary Wollstonecraft Godwin, mais conhecida como Mary Shelley, e na sua relação com o poeta romântico Percy Bysshe Shelley. 




    Então era isso, pessoas!
Até mais, beijooooo! ^.~

segunda-feira, 8 de abril de 2019

{{BEDA - Post #8}} - Conto: Crônicas de Amor e Música - RM Cordeiro


Olááááá enfermeiraaa!!!

Imagem da internet
     Tudo de boa, povo? No ano passado, passei por um perrengue junto com outras amigas: o luto. Minha amiga querida Thamy Silvia descansou, e deixou muita tristeza e saudade em nossos corações. Após essa irreparável perda, a autora RM Cordeiro resolveu tirar do papel um projeto que foi idealizado juntamente com a Thamy e trouxe para nós as Crônicas de Amor e Música, um pequeno livro com alguns textos escritos pela autora em um blog (Papel Papel) onde ela nos brindava com suas aspirações de seu acervo pessoal, e resolveu colocar todas essas belezuras juntas para nos presentear e assim, honrar a memória da Thamy.

Imagem MLC
     São 27 crônicas todas com música envolvida, porém, não são histórias de amor romântico, como sugere o título, porém, são reflexões sobre a vida, dramas, superação, tudo regado a música. O estilo musical da autora é bem eclético, uma vez que encontramos desde Zezé di Camargo & Luciano até Legião Urbana. Ainda não sei como, mas... Hahahaha...

Imagem MLC
     Deixo registrado a minha preferência pela crônica Desejos de Vida Nova, onde a autora nos remete a um pensamento sobre ciclos de vida, onde temos muitos últimos e muitos primeiros. E a trilha sonora é uma de minhas músicas preferidas – Amor Pra Recomeçar, do Frejat.

Só faltou mesmo alguma crônica com Evidências, música que já é embutida no DNA do brasileiro quando este é concebido, rs.



Playlist (Clique nos títulos para ir direto nas músicas no YouTube):


     No dia 04/04 fez um ano que perdemos a Thamy, mas, ela sempre estará em nossos corações. A dor ficou suportável, mas, a saudade, essa ficará aqui. 

Enfim, essa foi a dica de hoje, galera, espero que gostem! Quanto ao meu "Olá, enfermeira", a geração atual realmente não conhece, confirmei isso com meus sobrinhos, hahahah.



Crônicas de Amor e Música – RM Cordeiro
Publicação: Independente
Páginas: 86
Compre o eBook na Amazon, preço bom e de grátis no Kindle Ulimited.

Recomendadíssimo!!!
Próxima Página Home
Layout criado por