domingo, 12 de agosto de 2018

{{BEDA - Post #12}} MLC na Bienal - Último Dia

   Oi chuchus, tudo bem com vocês? Hoje venho falar sobre meu último dia de Bienal, o dia que mais aproveitei e o dia que menos aproveitei... Deu pra sacar? Hahahahah...

   Okok, sem mais perder tempo, bora lá?

   Pra mim, o dia foi mais que especial, pois, além de ir curtir o dia e conhecer autores, eu estava fazendo algo que não temos muito costume de fazer em casa: curtindo com meus irmãos. Nós somos em seis filhos, e não é sempre que nos encontramos, mais difícil ainda é fazer um programa juntos. Às vezes saio com o Ronaldo, com mais frequência com a Rosana, e raramente com a Rosangela. Uma vez, consegui sair com a Rosangela e a Rosana juntas, mas, foi só uma vez. E dessa vez, a namorada do meu irmão se empolgou e o convenceu a fazer um programa com metade dos irmãos, rs. Então, fomos juntos com a Queca, que já é parte da família também, e a aventura começou lá no Sambódromo, pois, tirando Quenia e eu que já desfilamos algumas vezes lá em sete de setembro, os outros nunca tinham entrado no espaço, então, fizemos o percurso para o Pavilhão por dentro da passarela. Foi divertido!

Imagem by Bel
  Quando entramos lá no Pavilhão, vimos que estava bem cheio, só que menos cheio que na noite anterior. Primeiro demos uma volta pelo local para dar aquela sapeada básica, a Bel no primeiro stand já comprou uma edição fofa de O Pequeno Príncipe - mesmo eu não gostando, confesso que era fofa, rs - e depois começamos a entrar nas editoras para conseguir ver mais coisas. Como os stands por dentro eram pequenos, foram várias as vezes em que fomos apertados e espremidos, mas, era divertido, hahahah... As filas para os cenários já não eram imensas, tirando o cenário da poltrona que não rolou mesmo, nos outros nos até pegamos fila para conseguirmos as tão sonhadas fotos, rs.

Imagem MLC
    Claro que foi dia de conhecer autores, como não? Gente, conheci tanta gente maravilhosa! Nas editoras os estoques de marcadores eram repostos a todo instante, a Rocco, a Coerência e a Amazon eram as que mais estavam distribuindo, e teve muito blogueiro e autor independente que colocou seus marcadores próprios em alguns stands, assim, tínhamos a chance de conhecer autores e blogs através de seus marcadores. Fora que tinha autor que estava por lá, distribuindo seus marcadores e mostrando seus livros, fazendo assim um merchandising básico e vendendo seu peixe. E eles estavam super certos em fazer isso, muita gente comprou livro assim, por causa do contato direto com o autor. 

Renata Ventura 
  Entre essas passadas nas editoras, conheci a Renata Ventura, autora de A Arma Escarlate e A Convenção Chapeleira, dois de cinco livros que estão sendo considerados o Harry Potter brasileiro, o que é super legal, pois, de acordo com a própria autora, foi inspirado em Harry Potter mesmo. Uma simpatia de pessoa, extremamente sorridente e ainda tinha um chapéu extra para quem quisesse tirar fotos com ele, rs. Entre autores, leitores e colaboradores dos stands, conheci muita gente boa, troquei muita ideia sobre livros, falei com adolescentes e com adultos sobre livros que amamos odiar ou que odiamos amar, hahaha.

Imagem MLC
    Enquanto a galera comia, eu fui dar uns rolês (comer pra que? Hahahahah), e foi quando tive a chance de conhecer outra autora incrível que foi a Vânia Lara, do livro Acima de Tudo, que é uma pessoa maravilhosa, conversou bastante comigo, não apenas sobre o livro, mas, o que ele representa para ela e para quem lê. Gente, olha essa capa, que coisa mais linda e delicada, eu adorei!

Vânia Lara

   E como as pessoas realmente queriam tirar fotos na poltrona de livros e no túnel, finalmente, tive a chance de ir até o stand da Harper Collins e consegui tirar minha tão esperada foto no cenário de Animais Fantásticos e Onde Habitam. Depois que pensei que poderia ter ido ali ao ladinho do Eddie Redmayne, que é um ator que eu gosto desde antes de ele ficar famosinho e ganhar o Oscar, rs. Mas, o que vale é a intenção, e a boa vontade da galera que trabalha nos stands, que poderiam nos dizer não, mas, sempre muito educados, passavam horas tirando fotos da galera. Valeu, gente!

Imagem MLC

   Aí, eu fui na Universo dos Livros na esperança de encontrar ao menos um marcador do livro do Imaginago, mas, nem isso tinha. Bolas! Mal sabia eu, que um pouco mais tarde iria ganhar um kit de marcadores, e entre eles um do livro dele, yey! Como não consegui o famigerado marcador, vi que tinha um pôster em tamanho real da galera de Star Wars, e como eu já tinha tirado uma foto com o Darth Vader uns dias antes, fiz uma firulinha para tirar foto com os caras, mesmo que eles fossem apenas um pôster, e não um cosplay, rs. Mas, o importante é ser feliz rs! Falando em cosplay, tinha um Batman super musculoso, um Superman com músculos de espuma e Mulher Maravilha bem magrela lá fazendo a festa de baixinhos e grandões. Se eu tirei foto? Claro!

Imagem MLC

   Entre todas as coisas muito legais que tinha por lá, vários cenários lindos, quando eu estava saindo da Plataforma 21, vi um Greg Heffley fazendo a festa da criançada e tirando fotos na frente de um cartaz do novo livro Diário de um Banana, e é claro que a criança que habita em mim entrou na fila para tirar uma foto com o Greg, rs. E acredita que o bonecão me agarrou e me deu um beijo? Olha a foto ali embaixo! Minha amiga acha que era o mesmo cara que estava vestido de Maluquinho, e que ele me reconheceu, pois, o Menino Maluquinho também era bem saidinho. Ou seja, de banana, esse Greg não tinha nada, hahahah... 

Imagem MLC

  Notaram que eu até levantei o pé? Hahahahahahahahahaha!!! Beijaço esse, hein? Ahahahah. Momentos depois conheci a Bianca Ribeiro, autora super querida do livro Cruel, e ela me contou que tudo começou lá no Wattpad. Pra quem acha que a plataforma do Wattpad não presta e só tem Fanfic, convido a todos para darem uma passadinha por lá, tenho conhecido pessoas incríveis, e até eu estou postando por lá, acreditem ou não, rs. Tem no topo da página o link direto pra ir pro meu perfil no Wattpad, quem quiser, sinta-se a vontade! Voltando ao foco, a Bianca estava em uma sessão de autógrafo na editora Pandorga, e foi super atenciosa, deu até uns marcadores para fazer sorteio aqui no blog. Nossa, gente, muita galera legal cedeu marcadores para sortear aqui no blog e no Instagram,  breve eu libero aqui. Caso alguém ainda olhe meus posts, rs.

Bianca Ribeiro

   E eu me lembrei que a Carina da editora Valentina estaria por lá em um evento com a autora FML Pepper, com que eu já tinha conversado na sexta-feira, e corri - literalmente - lá pro stand da The Gift Box antes que ela fosse embora, e ela me deu o abraço mais delicioso do mundo, gente! Estava bem frio, e a carioca da gema estava com uma estola, ou echarpe, ou  poncho, ou o que quer que fosse aquele esquema, só sei que era bem fofo e quentinho, não queria mais largar dela. A Carina é nosso contato direto com a editora, e ela é tão atenciosa que até deixa a gente sem graça, saber que uma editora tão grande faz questão de responder a todos, enquanto muita editora pequena não tá nem aí pra ninguém... Aiai...

Carina, Editora Valentina
   Conheci também a Mia Klein, autora de Um Romance Quase de Cinema, com uma trama super forte que definitivamente, não é o clichê que a gente imagina pelo nome. E o mais divertido durante a sua entrevistinha, é que ela me perguntou se poderia repetir caso errasse, e eu disse que ninguém tinha precisado repetir. Aí a bichinha ficou branca por que se sentiu pressionada, coitada. E eu, como sou super legal e sei acalmar uma pessoa, olhei bem nos olhos dela e disse: "Fique calma, não tem pressão nenhuma. Porém, ninguém errou e eu não precisei repetir, pense nisso!" Hahahahahah!!! No final das contas deu super certo, ela falou super bem!

Mia Klein
  E, após muitos encontros e desencontros, houve o momento mais importante do dia para mim: conheci minha amiga querida e parceira do blog, autora de Tinderela, RM Cordeiro. Na verdade, encontrei, por que conhecer mesmo, eu já a conheço há mais de um ano, só nunca a tinha visto. E ela é o oposto da Bianca Gulim, enquanto aquela mulher precisa abaixar pra chegar no meu nível de estatura, rs, a Rê e menor que eu, que emoção! É tão raro encontrar alguém menor que eu, hahahah! Ela estava junto com outras duas autoras, a Danda de Alencar, que eu já tinha conhecido e a Lih Santos, que é a coisa mais amada do mundo. Tudo doida! A Rê ainda resolveu me dar presente de aniversário adiantado e me encheu de mimos além de dois livros que eu queria muito!

Esquerda para a direita: rm Cordeiro, Danda de Alencar e Lih Santos. 
  
 O zoado nisso tudo foi que quando encontrei as meninas, meus irmãos começaram a me ligar falando que em tanto tempo iríamos embora, e eu tive no máximo uns quarenta minutos com elas, mas, foi o suficiente pra eu saber que elas são amadas e se eu quiser, amigas pra vida inteira. Amei todas elas, meu coração quase saiu pela boca quando encontrei a Rê. E enquanto estávamos lá falando besteiras, a autora Mari Sales passou por nós, me deu um abraço carinhoso e um de seus livros, algo que me pegou completamente de surpresa, não esperava mesmo por isso.

Mari Sales 
    Foi a segunda vez que o meio literário me permitiu realizar proezas como essas, de conhecer pessoas com um mesmo amor. Imagina que show que é passar o dia rodeada por livros com gente que ama livros falando sobre livros? Hahaha, só pode sair muita coisa sobre livros. Ano passado tive a chance de conhecer uma galera mara na fila para a sessão de autógrafos do Nicholas Sparks, e já tinha curtido pra caramba isso, mas, nada se compara a uma Bienal. Vou fazer planos para ir na do Rio, planejar não gasta, hahahah. Falando em Sparks, encontrei a Leh por lá, a pessoa que mexeu os pauzinhos para a gente se encontrar no Sparks ano passado...

Letícia, blog Ler Com a Leh
   Ah, não posso esquecer de dizer que meu irmão e a namorada ficaram na fila para tirar fotos no trono de ferro lá do Game of Thrones. Todos nós tiramos altas fotos lá, até que tive a ideia de nós três tirarmos uma foto juntos no trono, e a namorada do meu irmão ficou zoando sobre quem seria o herdeiro do trono. Olhei bem para a cena, e pensei que se isso fosse sério, eu tava lascada, pois, na hierarquia, sou a última. Nenhum de nós três ali seria o primeiro na linhagem, hahahah...

Imagem by Quenia
   E após um tempão da Quenia na fila, conseguimos tirar foto no túnel de livros da Intrínseca, uhuuuullll!!! Demorou, mas, deu certo. De acordo com um dos moços que trabalhava no stand, essa é uma armação de ferro com 2.800 livros de verdade, quando olhei as fotos, eu pensei que era um tipo de adesivo, mas, no primeiro dia eu vi que eram livros, todos com títulos da Intrínseca mesmo. Lindo demais, gente! 

Imagem by Quenia

   E após um longo dia de encontros e desencontros, rs, nós nos despedimos. Não ficamos até o final, afinal, moramos no interior, aliás, meus irmãos e eu, a Bel e a Queca são da Capital, mas, a Bel vinha pra cá também, então, tínhamos um longo percurso pela frente, e minha irmã sai de madrugada para o trampo, não tinha como ficarmos até tarde por lá. Só digo que foi um evento maravilhoso e eu não vejo a hora de ir em outros eventos assim. 

   E obrigada a vocês que estão sempre por aqui!
Beijoooo 💕

Imagem by Rosana

2 comentários:

  1. Foi tão especial te encontrar! Mesmo que eu ainda seja mais baixa que você hauhauhauhau, mas fico muito feliz e grata por participar desse momento na sua vida. Bienal realmente tem um gosto diferente, um sabor a mais quando se trata de evento literário e essa foi pro topo da lista como a favorita de todas a que já fui. E bora planejar para o Rio, não custa mesmo hauhauhauhau.
    Beijooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi a cereja da Banana Split te encontrar lá, Rê! E sim, bora planejar ir pro Rio!

      Beijoooo 💕

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por