sexta-feira, 3 de agosto de 2018

{{BEDA - Post #3}} Semana Lígia Dantas

    Olá, leitores!
Nesses dias de chuva torrencial minha internet está um pouco temperamental, sorry! Ih, rimou! Hahahah. Então, não vou me delongar, com vocês, mais um conto da minha fófis Lígia, bora lá?

 Conto: A Voz.

Imagem MLC 

SINOPSE: Ludmila só tem 16 anos e inúmeras perguntas vazias de respostas. Seu pai se casa depois de dez anos de viuvez e deixa uma carta cheia de mistérios para a filha desvendar. Para onde a jornada traçada por seu pai vai levá-la?

   Eu confesso que esse conto me fez chorar.

   Ludmila e Mariana são primas, melhores amigas e irmãs. Uma das minhas primas, a Gisa, na adolescência era tudo isso pra mim também, nós nos chamávamos de PMAeI (primas, melhores amigas e irmãs), exatamente como as meninas da estória. Mariana é apenas a coadjuvante, tudo é sobre Ludmila, a viagem é para ela, e o enredo que acompanhamos é sobre ela também. As primas se encontram na rodoviária e embarcam em um ônibus apertado com uma carta do pai de Lud dando as coordenadas para elas. Ele está se casando novamente, e precisa que a filha entenda que sua nova esposa não é uma mãe substituta para a garota. E para isso, planeja um lindo presente de aniversário para a filha na companhia da melhor amiga. Pede que ela leve água, roupas limpas e biquíni, compra passagem para Santa Clara do Véu com a data do aniversário da filha e viaja em lua de mel. Enquanto a menina tem medo do que vai encontrar, Mariana está doida para sair de sua pacata cidade e encontrar ao menos um pouco de aventura.

    Lud não queria ler a carta de uma vez, e em cada situação onde se sentia preparada, ela lia trechos da carta, que usou mais como um mapa e manual. Ao chegar no destino, teve noção do tamanho do amor de seu pai por ela e também por sua mãe, algo que ultrapassava a concepção de amor que Ludmila tinha em sua ingênua mente de dezesseis anos.

Imagem MLC 

  E mais uma vez, Dantas consegue trazer para nós um conto adorável com reflexões profundas sobre a vida e o amor de pais e filhos. Já li tudo o que essa mulher tem por aí, e posso garantir que esse foi o que mais me tocou, pois, tudo o que envolve relacionamento de pais e filhos mexem muito comigo. Marcelo é um paizão que é capaz de tudo para ver sua filha feliz, disposto a abdicar da própria felicidade para que a filha não se magoe. Quem dera víssemos esse tipo de relacionamento entre pais e filhos todos os dias. PbriObri, Lígia, por ser quem você é é por nós trazer reflexões maravilhosas sempre. Sou fã dessa mulher!


 Para ler A Voz, clique AQUI.

   E amanhã tem mais!

Beijoooo


2 comentários:

  1. Amei demais sua resenha!! Esse é um dos meus contos favoritos! Foi uma delicia escrevê-lo. Também tem muito da minha amizade com uma prima irmão melhor amiga rsrs. Nada como colocar sentimentos reais nas histórias de ficção.
    Obrigada Flor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho isso o máximo, Li. Fica muito mais real quando colocamos nosso coração no que estamos escrevendo!

      Beijoooo

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por