quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Resenha #39 - Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes

    Olá amores, tudo de boa? Espero que sim.
Como prometido, vim trazer a resenha do livro lindo, maravilhoso que li e me debulhei em lágrimas na semana passada!

Imagem: Mundo Literário da Cecy
    Eu ganhei de aniversário esse livro da minha irmã Rosana juntamente com a continuação dele, o Depois de Você. Ela sabia que eu queria muito esse livro, eu já tinha encomendado ele duas vezes e não tinha no estoque, eu estava frustrada. Ela até tentou encontrar uma cópia com a capa original, mas, não conseguiu. Eu queria a capa original, mas, não me importei nem um pouquinho de ter o Sam Claflin em mais uma capa de livro. Todos sabem que tenho uma quedinha por ele, né? Achei que fosse fase, mas, a fase não passa, gente!

Imagem: Mundo Literário da Cecy


    Enfim, eu fugi muito de tudo quanto era coisa que eu via sobre esse livro ou sobre o filme. Quando começavam a falar eu saía de perto, não queria saber de nada, e foi muito gostoso ser surpreendida por quase tudo no livro. Tirando aquele spoiler mala que minha sobrinha mala soltou que eu contei para vocês no outro dia. Gente, esse livro para mim é muito mais do que uma história de amor, mas, um drama forte, pesado que envolve família, amigos, amor próprio, autoestima... Bora pra resenha?

SINOPSE: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto, Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida, e nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como Eu Era Antes de Você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

    Lembra quando eu comentei sobre o personagem Finch de Por Lugares Incríveis que ele era um vaco por ter conquistado meu coração e depois tê-lo feito em caquinhos? Pois é, eu ainda não estava completamente recuperada, e conheci Will... A princípio um babaca, mas, ele também conquistou meu coração para em seguida quebrar. Autores, please: parem de trazer esses homens destruidores para nós, ahahaha... 

    Enfim, Lou é uma moça muito da hora: ela usa roupas estilosas compradas em brechós e customiza e confecciona outras. Está sempre usando cores fortes que a tornam única. Ela adora trabalhar no café, mas, o dono australiano diz que vai fechar o estabelecimento, e ela se vê na dança do desempregado. Então ela procura uma agência e é enviada para trabalhar em uma fábrica de frangos, mas, logo some de lá. Então o agente lhe fala de uma vaga sigilosa com um contato de seis meses e um ótimo salário para ser cuidadora de um tetraplégico. Ela imagina um velho, e se surpreende durante a entrevista quando a mulher lhe diz que ela cuidará do filho e não do esposo dela. Sem experiência na área médica, Lou é contratada pela senhora Traynor, e no outro dia quando vai conhecer Will quase morre de susto com a ceninha que ele criou.

Imagem: Mundo Literário da Cecy

    Não sei se dará pra ler, caso não dê, clique em cima da foto para ler a página 34 e veja como Will recebeu Louisa. Ela se saiu muito bem, por sinal. De cara, notamos que o patrão é um ser irônico, sarcástico e muito, muito infeliz. Lou faz de tudo para Will, tenta ser uma boa cuidadora e fica por perto, mas, mantendo-se afastada o suficiente para que tanto um quanto o outro se sinta confortável o bastante. Um dia ela perde a paciência e fala com Will de uma maneira grosseira e direta, e ao fazer isso, ela sente que ele passa a respeitá-la um pouco mais. 


    Will era um homem de negócios, praticava esportes radicais, era rico, ganancioso e muito, muito mulherengo. Um dia ao sair para o trabalho, descobre que está chovendo muito forte para ir de moto, e decide tomar um táxi. Ao atravessar a rua, uma moto invade o espaço dele e o atinge causando uma lesão que impede que ele se movimente do pescoço para baixo. Ironia total! Dois anos se passaram e ele não obteve melhora alguma, movimenta o pescoço e mexe quase que imperceptivelmente uma das mãos. Ao passar a conviver com Lou, Will começa a ver que ela pode ser muito mais do que apenas sua cuidadora, mas, que ela pode ganhar o mundo se sair de sua zona de conforto e se aventurar. Ambos então começam a procurar pontos positivos para que o outro viva melhor.

    Lou e Will se tornam amigos e aos poucos passam a confiar cegamente um no outro, a ponto de desabafarem e contarem seus medos, segredos e frustrações um para o outro. Ela o convence a cortar a vasta cabeleira e fazer a barba e ele aceita começar a sair mais de casa. Eles vão a corridas de cavalos, passeios no jardim, piqueniques no local de trabalho de seu pai, e se sentem tão a vontade um com o outro que parecem ser a extensão deles mesmos. Will ensina Lou sobre música clássica, filmes estrangeiros e lugares incríveis; ela lhe ensina sobre ser empático e amar mais o próximo e, principalmente, a si mesmo.

Imagem: Mundo Literário da Cecy
    O ápice mesmo acontece quando Will e Lou resolvem ir ao casamento da ex-namorada de Will com o melhor amigo dele, e para a admiração e perplexidade de todos, Lou se senta no colo do moço e juntos eles giram pelo salão dançando. Nesse momento notamos que eles estão completamente envolvidos e apaixonados. Eles continuam com suas aventuras, viajam para o exterior, fazem coisas incríveis juntos, e ficam extremamente felizes. Só que nem tudo são flores. Will tomou uma decisão um tempo atrás e está disposto a seguir em frente com seus planos, deixando assim de cumprir muitas metas que Louisa gostaria que ele cumprisse. Ai gente, é melhor eu parar de falar, vou acabar soltando um spoiler! 
   
    Eu tive um aluno cadeirante uns anos atrás eu era sua cuidadora e tinha muita dificuldade para lidar com ele e suas dificuldades. Mas, após ler esse livro, fiquei pensando nas grandes dificuldades em ter algum tipo de deficiência física. Não sei, mas, fiquei pensando: apesar de minha casa ser térrea, do quintal para a porta é necessário descer três degraus, um cadeirante necessitaria de ajuda para entrar na minha sala, fora que minha porta é de tamanho normal, talvez a dificuldade seria dobrada dependendo do tamanho da cadeira. 

    A vida é curta, gente, e não devemos abrir mão de viver, é basicamente isso que Will tenta passar para sua cuidadora, que ela deve viver, se aventurar, procurar luares para visitar, cursos para fazer, pessoas para conhecer, comidas para experimentar... Morder a vida com todos os dentes, era basicamente o que Will fazia. Ele tinha tanta vontade de viver, mas, após o acidente essa vontade se esvaiu...


    Vou parar por aqui, está me dando vontade de chorar! Essas imagens são flagras das minhas reações quando cheguei ao final do livro. Olha na última imagem, a minha cara tá toda inchada, ahahahaah!!!


Imagem: Mundo Literário da Cecy

    Amores, leiam esse livro! Ele é simples, fácil de ler, numa linguagem gostosa, uma história maravilhosa e triste, muito triste. Para quem gosta de drama, essa escolha é perfeita!


Imagem Mundo Literário da Cecy





Como Eu Era Antes de Você (Me Before You) - Jojo Moyes, 320 páginas, Editora Intrínseca. Super recomendo!!!


    Vou ficando por aqui, amores, amanhã tem mais!

Beijoooo!

(Sam Claflin, lindjjjoooo!!!!)

8 comentários:

  1. eu amo esse livro, e Will também me conquistou. não assisti o filme ainda. Mas chorei rios de lágrimas no fim desse livro.. adorei as fotos beijos linda

    Taynara MEllo
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tay!
      Menina, chorei litros nesse livro, gostei muito mesmo! Também não assisti ao filme e nem sei se farei isso, rs!

      Beijoooo

      Excluir
  2. Oie Cecyyyyyyyyyyyy!
    aaaiiiinnnnn deixa eu te confessar uma coisa, não sou JojoLover, melhor dizendo eu achava que não era JojoLover, mas me tornei, agora eu sou!
    Fiquei quase três anos com esse livro parado em casa, não queria ler porque pensava que era modinha, aliás detesto essa palavra e o seu significado no mundo literário blééééé
    Até que li o livro, assisti o filme e ... "garrei" de amor na Lou e no Will <33
    Eu não sei se pensei neles como um casal, mas eu amei os dois juntos!
    Acho que eles eram os melhores amigos um do outro, o que é um tipo de amor <3
    Pensei muito no final, por mais que não quisesse pensar, não conseguia parar de pensar.
    Sem nenhum tipo de conceito Pré estabelecido, foi coerente. Posso não concordar, mas defendo o ponto de vista do Will.
    E claro, eu queroooooooooo *O* uma meia de abelhinha!!!!!!!
    Ameeeeeeeei sua resenha (ainda não estou preparada para escrever a minha) e ameeeei as fotos!
    Bjsssssss sua linda
    Luli Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Foi o primeiro livro da Jojo que eu li, também pensei que era modinha, mas me deu uma vontade doida de ler, rs!
      Eu também não vi os dois como um casal, mas seria lindo se fossem! u.u
      Eu odiei a decisão de Will, não entendo, acho egoísmo demais não pensar nos outros... Eu queria muito um final feliz, mas, sou shakesperiana, adoro um drama, e por mais que eu quisesse, não teria me causado o mesmo impacto. Eles foram felizes pelo tempo que passaram juntos sendo a âncora do outro.
      Eu também quero.as meias de abelhinhas, rs! 🐝🐝🐝

      Beijoooo

      Excluir
  3. Oi Ceci, penso seriamente que sou a única pessoa que não gosta dessa autora.


    Beijos
    Lua Mariano
    www.meumundodalua.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lua, tudo bem?
      Eu entendo, hahaha, isso acontece comigo com.alguns autores também. E, o que seria só azul se todos gostassem do amarelo,não é?

      Beijoooo

      Excluir
  4. Aiii meu Deus, só vejo críticas positivas sobre esse livro, tenho que ler , e o filme, queria tanto assistir, amei a resenha, só me deu mais vontade de ler , bjinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joyce! Menina, leia sim, é maravilhoso! Eu achei que era modinha no início, mas, não me arrependo em nada por ter selecionado esse para ler. Vale a pena!

      Beijoooo

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por