sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Cinco Dias, Cinco Contos: Sincericídio - Lígia Dantas

    E hoje estamos aqui para trazer o último conto do projeto, e fico muito feliz que tenha conseguido cumprir a agenda essa semana, rs. Obrigada a todos que estiveram aqui comigo esses dias. 

   Chega de enrolação, né? Bora lá?

Imagem do Wattpad
SINOPSE: Alice vai à uma festa de 15 anos de formada no ensino médio. De todos os reencontros um, em especial, a suga no túnel do tempo. Reencontrar Guilherme, seu namorado de adolescência, traz a tona lembranças e sentimentos sedentos por vazão.

     Sincericídio nos traz um retrato bem claro de como nossa amargura e arrogância podem acabar com nossa vida em um minuto. 

     Alice é uma pessoa amargurada por um recente divórcio, e tenta descontar sua frustração no álcool. A trama começa com Alice tomando um comprimido que ganhou de alguém na clínica em que trabalha, que de acordo com a pessoa, deixa o organismo livre do álcool (não acredito que ela caiu nessa, rs) e, assim, ela poderia beber a vontade sem correr o risco de ficar bêbada. Mas, algo mais a incomodava: o fato de ela estar desacompanhada. Ela achava que o status de relacionamento era importante, e que seus antigos colegas veriam com olhos de acusação. Quando parou para pensar mais nisso, pensou em Guilherme, seu antigo namorado. Chegou na escola e encontrou Marina, uma antiga amiga, que elogiou o fato de ela estar em forma, mesmo já tendo um filho.

    Entraram, começaram a rever antigos colegas, quando ela viu Guilherme. Ele falou com seus amigos, e em seguida veio até ela, e por pouco tempo conversaram, e ela notou que ele ainda mantinha a mesma doçura pela qual ela havia se apaixonado quinze anos antes. Então, após um tempo, eles abriram uma caixa onde continham os desejos deles trancados há quinze anos. Alice ficou apreensiva, pois sabia exatamente o que tinha escrito há quinze anos, e não sabia qual seria a reação de quem estava por ali. Após a leitura da sua carta - desejo de anos atrás, o clima ficou meio tenso, e ela começou a beber mais, e ao Marina tentar se aproximar, ela começou a falar mais que a boca.

Imagem da internet
     Alice na verdade é uma personagem completamente sem noção, muito tapada. Sabe aquelas pessoas que perdem a oportunidade de ficarem quietas? Nossa protagonista é bem assim. A trama vai por um rumo, mas, na metade já dá pra desvendar que vai haver uma reviravolta na situação, e o título não poderia ser melhor. Lígia Dantas como psicanalista consegue ter uma visão de mundo diferente da minha, por exemplo, ela consegue analisar um personagem e denotar o comportamento dele, e o mais difícil: transcrever isso de uma maneira que qualquer público consiga entender. E é fácil entender Alice também, mas, entender suas motivações não justifica o fato de ela ser sem noção desse jeito. Algumas pessoas ficam meio desmioladas com o passar do tempo, rs. Nem sempre ser desmiolada é sinal de ser sem noção, às vezes é apenas um sinal de que você é inocente demais.

     Tive um período da minha vida onde o sincericídio era parte constante da minha vida. Precisei tomar um chá de silêncio de minhas grandes amigas pra aprender que eu deveria manter minha boca fechada em algumas situações. Não que devamos mentir, mas, prestar atenção na maneira como nós falamos é o mínimo da educação. E uma frase pode acabar com nossa vida, vindo de nós ou não. Igual nossa reputação: uma vida pra construir, uma frase pra acabar com ela.

     Sincericídio recebeu menção honrosa no Concurso Café com Letra 4: "Com um toque dos dramas adultos de Liane Moriarty, temos uma história das vontades de adolescente que permanecem incubadas em nós após crescermos e reparamos que a vida não é um conto de fadas: e que não há pílula que nos livre das dores de cabeça que escolhemos para nós mesmos".
Fala sério, chique demais essa Lígia, hein?

     Esse conto está disponível no Wattpad da autora Lígia Dantas (aqui) e lá você encontra muitos outros. Esse tem apenas um capítulo, seis a sete minutinhos de leitura. A Lígia é parceira aqui do blog, primeira parceria foi com ela, e eu a amo por ter confiado em mim. Aqui ainda se acha muita coisa sobre ela, tem entrevista, resenha de conto, resenha do livro Olhos da Deusa - que eu adoro e recomendo - é só sapear por aqui que encontramos.

     Semana que vem, pessoas, programação normal, ok? Adorei fazer esse quadro, quem sabe não faço uma vez por mês? Depende de vocês. Vou ficando por aqui, um excelente final de semana para vocês!

Beijooooo



6 comentários:

  1. Amei essa resenha.
    Tô louca pra ler o conto agora.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei com muita vontade de ler!! Adorei sua resenha!! Como sempre arrasando minha amiga!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rê!
      Obrigada, chuchu, vou começar a ficar metida com tanto elogio vindo de sua parte, rs.

      Beijoooo

      Excluir
  3. Oi Flor!!! Obrigada pelas resenhas sempre carinhosas e divertidas!!! E é isso mesmo que você escreveu, quem nunca cometeu Sincericídio um dia na vida? Rsrsrs beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lígia!
      Sou felizarda por possuir o selo Lígia de aprovação, hahah.
      Realmente, quem nunca?

      Beijoooo

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por