domingo, 1 de outubro de 2017

Falando com: Bianca Gulim - Parte III

   Olá pessoas, tudo bem?
Gente, a mudança de tempo de sexta-feira me derrubou, passei muito mal. Hoje já estou melhor, e tenho novidades: pra compensar minha ausência e falta de resenhas durante o mês, essa semana teremos posts todos os dias, com resenhas, ok?

    Então, bora terminar a conversa com a Bi?

Imagem MLC
       O que podemos esperar do próximo livro? Já pode nos dar o título da sequência ou ainda é surpresa?

     O segundo volume segue na mesma linha do primeiro: muita ação e reviravoltas, com um toque de romance quente. A diferença é que os personagens vão evoluir, por óbvio. Não há como os que sobreviveram ao primeiro volume não sofrerem uma evolução muito grande. A Celine é a que mais vai mudar, nesse sentido. A revelação do final do primeiro volume mexe muito com ela, e seu psicológico reage a isso. Ela estará mais fria, mais focada, mais estratégica. Com isso, o romance nesse segundo volume perde um pouco a pegada sentimental, e passa a ser mais físico. Celine não terá cabeça para paixão, ela quer vencer essa guerra. Defender seu povo não é mais seu único objetivo, ela quer vingança. E está disposta a tudo.

         Logo no começo da história, uma grande traição será revelada e isso causará uma reviravolta muito grande. O segundo volume já começa com o pau comendo solto, e a tendência é isso ir crescendo. Serão poucas as cenas de calmaria. Muitas cartas serão colocadas na mesa e os personagens conseguirão refletir mais para tomar decisões. Em Sobreviventes, tudo acontece muito rápido, os personagens não sabem o que está acontecendo, eles apenas reagem como acham que devem. Na sequência, o ritmo continua rápido, mas há mais informações disponíveis, não só para Celine e seus guerreiros, mas para os leitores. Muitos detalhes que passaram despercebidos em Sobreviventes farão mais sentido, principalmente o motivo para a guerra que está acontecendo.

       Eu garanto reviravoltas e surpresas. O bicho vai pegar, não só nas batalhas corpo a corpo, mas também na batalha pra saber qual lado é o mais inteligente, qual lado tem as melhores estratégicas. Celine vai mostrar que não é só com força bruta que se luta em uma guerra.
Cecy, eu adoraria te dar o nome da sequência, se eu soubesse. Eu tenho uma dificuldade enorme em definir títulos, e sempre o faço lá na prorrogação do segundo tempo. É muito difícil achar um título que resuma a história, que chame atenção... eu provavelmente vou ter essa resposta lá pra outubro. Se eu der sorte.

         O segundo livro já sairá de cara como físico ou será o mesmo processo do anterior, começando com e-book?

       Vai começar com e-book, com certeza. Mas o intervalo entre publicação digital e física será menor. O planejado é distribuir o texto para alguns parceiros no final de outubro, para que a divulgação se inicie no começo de dezembro, já com resenhas prontas. O e-book será publicado na Amazon em 23/12 e tenho planos para iniciar a vendas dos físicos em fevereiro.

Imagem da internet


        Que dicas você dá para quem está começando a escrever?

       Nossa Cecy, são tantas. Minha vontade é sentar com cada escritor que tá começando para dar um direcionamento que facilite, pelo menos um pouco, sua atuação. Ter alguém com um pouco mais de experiência para compartilhar algumas informações é muito importante. Hoje, eu olho para trás e vejo tanta coisa que eu faria diferente... rs.

     Mas vamos nos ater ao essencial, que já é muito. Antes de optar por essa carreira e se dedicar a essa profissão, é primordial que três coisas sejam feitas: realizar um planejamento financeiro, estudar o mercado e fazer uma auto avaliação. 
     
     O planejamento financeiro é necessário para continuar pagando as contas, rs. Muito dificilmente o escritor iniciante conseguirá uma remuneração considerável. As grandes editoras nem vão ler o seu original, talvez nem leiam sua sinopse. Se o fizerem, será anos após o recebimento. As editoras pequenas raramente fazem propostas vantajosas para o escritor (CUIDADO COM AS ARMADILHAS! Essas propostas são ruins, mas elas vêm disfarçadas. Coloque os números no papel antes de responder! Dica boa: comprar um número de exemplares exigidos pela editora é o mesmo que financiar a produção, ou parte dela, só que em outro momento). Se você tiver uma linha de raciocínio parecida com a minha, vai se auto publicar. Mesmo que você publique por uma editora pequena, os resultados são parecidos. A diferença é que na auto publicação você gasta menos e trabalha mais. No contrato com editora prestadora de serviços, você gasta mais e trabalha menos. Mas, nas duas opções, por mais que você faça um trabalho de qualidade e venda bastante livro (aqui, “bastante” leva em consideração a capacidade de distribuição de um escritor independente ou uma editora pequena), o dinheiro que você arrecadar dificilmente ficará no seu bolso. Nessa fase, você precisará usar esse dinheiro para investir no seu próximo livro, ou em novas impressões e melhoramento do mesmo livro. Em resumo, é o seguinte: vai demorar pra você ganhar dinheiro. É preciso tempo para que você consiga um contrato vantajoso com alguma editora, é preciso ir explorando o mercado pelas beiradas. E, lembre-se: escrever não custa nada, mas produzir o livro sim! Então, faça um planejamento financeiro que te proporcione viver um tempo com baixa remuneração, considerando que você terá que investir na produção dos seus livros e pagar as contas. É bom ter um plano B, também. Algo que você consiga tocar junto com a atuação independente, de preferência algo que te aproxime ainda mais do mercado. No meu caso: preparação de texto. É muito comum vermos escritores que diagramam, que revisam, entre outros. É o jeito.

     Estudar o mercado parece um pouco óbvio. E é. Mas, como sempre, no mercado editorial tudo é um pouco mais difícil. É preciso estudar o mercado a fundo, não basta saber como funciona a produção de livros, o processo de divulgação, os diferentes formatos de publicação, entre outros. Nesse momento, é preciso conhecer a trajetória de escritores consagrados, as dificuldades que eles enfrentaram. É essencial enxergar o mercado como ele realmente é, sem romantismo, sem ilusões. Todo mundo já ouviu falar que a carreira de escritor é difícil. Mas não se iluda. Mesmo que você tenha imaginado o quão difícil vai ser, sinto lhe informar que, provavelmente, será pior. A prática sempre é mais intensa do que a teoria.

     Não estou tentando destruir seus sonhos, juro. Mas quero te preparar para o que está por vir. Estamos falando de um ambiente onde a desistência é mais do que comum, é rotineira. Se você estiver preparado, se não for pego desprevenido, suas chances de triunfar são maiores.
Quando eu te recomendo a estudar escritores consagrados, não se limite à suas vitórias. Muita gente olha para a Rowling, ou para o Paulo Coelho, e pensa: se eles enfrentaram as dificuldades e chegaram lá, eu também posso. E esse é um enorme erro. Essas pessoas se esquecem de dois pontos muito importantes. Primeiro: esses escritores são a exceção. Quantos tentaram, e quantos conseguiram? A minoria chegou lá. Claro que você pode fazer parte dessa minoria, mas não se esqueça do segundo ponto: a maioria deles, se não todos, enfrentaram uma caminhada árdua antes de triunfarem. Não adianta apreciar as conquistas, tem que enxergar também as cicatrizes obtidas no percurso. Se eles não tivessem se preparado e não tivessem o perfil necessário para aguentar esse caminho difícil, será que teriam chegado lá?  Após estudar o mercado e se preparar para a realidade, você precisa responder a uma pergunta: você aguenta as cicatrizes?

     Aí entramos na auto avaliação. Ser escritor, no Brasil, não é pra qualquer um. Talento e conhecimento não bastam, infelizmente. Aqui estou falando de uma questão emocional, mesmo. É preciso muita paciência, persistência e resiliência.

     Tudo nessa profissão demora para acontecer. Leva tempo para que sua obra repercuta, para que você encontre profissionais de qualidade com preço justo, para que seu público de leitores seja formado... tudo demora! Principalmente os resultados, sejam eles financeiros ou não. Você vai precisar de paciência para ver o tempo passar, e pouca coisa acontecer.

     Mas não tem paciência infinita, não é? Aí entra a persistência. Você vai ter que focar nos seus objetivos e não se deixar abalar pelos pontos negativos. Terá que se agarrar a cada resultado que aparecer, mesmo que ele seja pequeno frente às dificuldades, fazendo dele seu motivador. Vai ter que continuar acreditando em si mesmo, confiante de que seu dia vai chegar. Mesmo que os números, isolados, mostrem que você não está indo bem, você terá que continuar em frente. E, só se você for uma pessoa persistente, isso será possível.

     Por último, mas nem um pouco menos importante, temos a resiliência. Essa é uma caraterística muito importante, pois envolve felicidade, bem estar. Você vai escutar muito NÃO, vai se estressar com vários contratempos no processo de produção, vai analisar seus números x desempenho e perceber que o retorno financeiro nunca chega, mesmo que você esteja fazendo tudo certo. Muitas vezes vai jogar dinheiro fora, porque contratou um profissional que entregou um trabalho que você não terá coragem de usar. Talvez sua família exerça uma pressão em você, te cobrando uma carreira bem remunerada. Alguns sonhos pessoais vão ter que ser realizados só lá na frente, pois dependem de dinheiro. Diante desse cenário, você terá resiliência para encarar tudo isso, sendo feliz? É difícil estar constantemente frustrado no campo profissional e impedir que isso se espalhe para o campo pessoal. Se você não conseguir fazer essa separação, se não encarar esses pontos negativos como aprendizado, evolução, essa profissão não vale a pena pra você. Nada que tire sua felicidade, sua alegria de viver, vale a pena.  

     É preciso ser pratico nessa auto avaliação: você tem as características ou não. Se a resposta for NÃO para a maioria delas, eu te recomendo a nem tentar. A carreira de escritor é muito difícil para se enfrentar sem alcançar a glória. As pessoas costumam dizer que QUANTO MAIS DIFÍCIL O CAMINHO, MAIOR A RECOMPENSA. Isso é verdade. Quer saber outra verdade? QUANTO MAIS DIFÍCIL O CAMINHO, SE VOCÊ NÃO ALCANÇAR A CHEGADA, MAIOR A FRUSTRAÇÃO. Quanto mais tempo “perdido” tentando o que não se conseguiu, mais complicado será ter êxito em outra profissão. Se puder evitar isso, faça. Tenha em mente que muito sofrimento pode ser evitado com auto avaliação e reflexão.

     Nossa, quanto drama, não é? Vamos para a parte boa? Se você tiver talento, estiver preparado para o que está por vir, se planejar financeiramente e tiver o perfil certo, sua hora vai chegar. Não desista, continue acreditando no seu sonho. Quando seu coração apertar, quando você achar que não dá mais, olhe para trás e veja o que já conquistou. Pode parecer pouco, mas, como você conhece bem o mercado, sabe que é muito. Olhe para os grandes escritores, veja por tudo o que eles passaram. Depois, veja tudo o que eles conquistaram. É questão de tempo e de alguns eventos externos para você chegar lá. Fique ligado, acompanhe o mercado, se adapte às mudanças, identifique tendências, faça contatos, siga sorrindo. Você vai chegar lá, assim como eu.      

   E se precisar de uma ajuda, me manda um e-mail (www.trilogia2323.wixsite.com/biancagulim/contato). Será um prazer facilitar um pouquinho essa caminhada pra você. 'Tamo' junto!


Obrigada, sua linda, por dar a honra e ceder essa entrevista para o meu cantinho! Beijooooo


Eu que agradeço, Cecy! Foi uma delícia responder essa entrevista, as perguntas ficaram ótimas. As respostas ficaram grandes, mas acredito que elas serviram como auxílio para muito escritor iniciante, e aspirante.



     Demais a Bianca, né não? Olha quanta dica show!!!!
E pra quem ainda não leu Sobreviventes do Caos, o eBook na Amazon está super baratinho, clique AQUI para comprar e caso queira um exemplar físico do mesmo livro, é só ir naquele e-mail citado ali em cima que a Bi falará diretamente com você.
Você ainda a encontra no InstagramWattpad e Skoob e no Site da trilogia. No site você também encontra essa entrevista em um formato super legal! E caso por algum motivo doido você não leu minha resenha de Sobreviventes do Caos, clique AQUI e faça isso agora mesmo!

Imagem cedida pela autora


Beijooooo

2 comentários:

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por